PepsiCo reduz 2 mil toneladas de plástico em suas garrafas

Empresa já utiliza 90% de plástico reciclável em suas garrafas PET

Por meio de projetos de diminuição do peso da garrafa e da tampa de suas embalagens de bebidas, a PepsiCo reduziu em 9,8% o uso de plástico comparado ao ano anterior, o que significa uma redução de 2 mil toneladas do material. A empresa também anuncia que chegou à marca de 90% de plástico reciclável na composição de suas garrafas PET. No Brasil, quando falamos de garrafas pet de Pepsi®, H2OH!® e Lipton®, 90,7% dos plásticos usados nas embalagens da companhia já são recicláveis. Em 2020, a soma do PET reciclado utilizado nas embalagens foi equivalente a mais de 100 milhões de garrafas de 1,5 litro.

Desde 2020, a PepsiCo também extinguiu o uso do plástico que envolvia as embalagens de Toddynho®. Apenas com a retirada deste item, há uma redução estimada de mais de 223 toneladas do material por ano. Toddynho® também já iniciou a substituição dos canudos de plástico para papel, o que propiciará uma redução de outras 148 toneladas de plástico ao ano.

“Como uma das principais empresas de alimentos e bebidas do mundo, reconhecemos nossa responsabilidade de impulsionar a economia circular do plástico e o papel significativo que podemos desempenhar, trabalhando para mudar a forma como a sociedade produz, utiliza e descarta plásticos. Estamos em uma jornada crescente de desenvolvimento sustentável e temos investido financeiramente e, principalmente, com nossos talentos e expertos da sociedade para alcançar nossa visão de plásticos sustentáveis, garantindo que nossas embalagens não se tornem resíduo”, afirma Alexandre Carreteiro, Presidente da PepsiCo Brasil Alimentos.

Nos últimos dois anos, a PepsiCo investiu mais de U$50 milhões para projetos de reciclagem e educação ambiental em todo o mundo, em ações para a ampliação, melhoria e profissionalização da infraestrutura de reciclagem em projetos proprietários e parcerias.

Veja mais: vinhosvinícolasespumantessucos, cafés, cervejasembalagem de vidroembalagem de lataingredientes, logística, lúpulo

 

Siga-nos nas Redes Sociais:

Linkedin Instagram Youtube Facebook 

Deixe seu comentário