Pepsico une forcas com National Geographic

PepsiCo tem como meta global transformar 100% de suas embalagens
em recicláveis, compostáveis ou biodegradáveis até 2025

 

A PepsiCo uniu forças com a National Geographic, uma das maiores organizações científicas e educacionais sem fins lucrativos do mundo, para lançar o projeto Planet Love, um chamado sobre como temos gerido os recursos naturais de nosso planeta, em especial no que se refere ao consumo de plásticos, e um convite para que todos os agentes da sociedade se unam na busca por soluções. A iniciativa, composta por master classes e uma série documental de quatro episódios que serão televisionados e também transmitidos pelo canal do YouTube América Latina da National Geographic, faz parte da estratégia e compromisso global da PepsiCo na busca por formas mais sustentáveis ??de produção, desde a matéria-prima até o produto final, no desenvolvimento da economia circular e na construção de um mundo no qual os plásticos nunca se tornem lixo.

“Como uma das principais empresas de alimentos e bebidas do mundo, reconhecemos nossa responsabilidade de impulsionar a economia circular do plástico e o papel significativo que podemos desempenhar, trabalhando para mudar a forma como a sociedade produz, utiliza e descarta plásticos. Estamos em uma jornada crescente de desenvolvimento sustentável e temos investido financeiramente e, principalmente, com nossos talentos e expertos da sociedade para alcançar nossa visão de plásticos sustentáveis, garantindo que nossas embalagens não se tornem resíduo”, afirma Alexandre Carreteiro, Presidente da PepsiCo Brasil Alimentos .

As bases deste compromisso global estão fundamentadas em quatro metas principais até 2025:

• Tornar 100% das embalagens recicláveis, compostáveis ou biodegradáveis (esse percentual está em 90% atualmente) e atuar pela educação da sociedade para fomentar a reciclagem.

• Redução de 35% na quantidade de plástico virgem em todo o negócio de bebidas, o que equivale à eliminação de 2,5 milhões de toneladas métricas, quantidade essa que equivale a cerca de 17 estádios de futebol do tamanho do Maracanã.

• Aumentar para 25% o conteúdo reciclado nas embalagens de plástico e 33% de rPET em embalagens de bebidas.

• Realizar investimentos para aumentar as taxas de reciclagem nos principais mercados.

“Sabemos que para mudar de verdade o cenário do plástico é preciso uma rede de colaboração muito estreita com expertos, parceiros e agentes inovadores da sociedade. Por isso, estamos comprometidos em formar uma aliança ampla e intersetorial para enfrentar este desafio. Temos firmado parcerias globais, regionais e locais e promovido diálogo com diversos agentes transformadores, desde os jovens empreendedores até organizações não-governamentais, instituições científicas e educacionais, associações, governo, entre outros, fomentado inclusive parcerias com outras indústrias do setor”, enaltece Ricardo Maldonado, General Manager América Latina Bebidas Sul (Brasil, Argentina, Chile, Uruguai, Paraguai e Bolívia).

Planet Love faz parte dessa estratégia e está conectada aos três pilares de atuação definidos pela PepsiCo em sua jornada para fomentar e acelerar interna e externamente as iniciativas a favor da economia circular e a conquista de suas metas até 2025. Os pilares estratégicos e projetos da empresa são:

Reciclar

O foco é incentivar a economia circular para os plásticos. Taxas de reciclagem mais altas significam menos resíduos nas ruas, oceanos ou aterros, que podem ser usados para a confecção de novas embalagens e outros produtos. Ao substituir parte do plástico virgem pelo reciclado, a empresa aumenta a demanda pelo material e alavanca as taxas de reciclagem, diminui a dependência de recursos fósseis não renováveis, aumenta a eficiência de carbono e soluções para suas embalagens.

As cooperativas de reciclagem exercem um papel fundamental nesse desafio. Por isso, na última década, a PepsiCo investiu mais de R? 10 milhões, no Brasil, no desenvolvimento profissional e capacitação dos cooperados.

“Hoje, somos a referência no município de São Paulo em reciclagem”, diz Carioca, Telines Basilio, presidente da Rede de Comercialização da Zona Sul, que engloba 5 cooperativas, presidente da CooperCaps e protagonista do segundo episódio de Planet Love, da National Geographic em conjunto com a PepsiCo. No episódio, com participação brasileira, o Planet Love mostra como é o trabalho da CooperCaps. “O plástico representa muito dentro do setor de reciclagem e nós precisamos incentivar, cada vez mais, que as pessoas descartem de forma correta os seus resíduos. Temos que acabar com a desinformação”, reforça Carioca. Durante o filme, o líder também mostra a importância social da iniciativa apoiada pela PepsiCo, como uma importante forma de promover a inclusão social de pessoas muitas vezes marginalizadas na sociedade, como refugiados e os sem teto.

No episódio de masterclass que abordará o tema reciclagem, Rosa Vásquez Espinosa, bióloga e exploradora da National Geographic, descreve como indivíduos, empresas e governos estão implementando uma economia circular para garantir que o plástico não se transforme em resíduo.

Reduzir

A PepsiCo está constantemente trabalhando para projetar as suas embalagens de modo a atingir os melhores resultados, com o uso mais eficiente possível de materiais. Um dos resultados mais recentes desse esforço é a extinção, desde 2020, do plástico que envolvia as embalagens de TODDYNHO®. Apenas com a retirada deste item há a redução estimada de mais de 223 toneladas do material por ano. TODDYNHO® também já iniciou a substituição dos canudos de plástico para papel, o que propiciará uma redução de outras 148 toneladas de plástico ao ano.

Quando falamos de Pepsi®, H2OH!® e Lipton®, 90,7% das embalagens da companhia já são recicláveis. Em 2020, a soma do PET reciclado utilizado nessas embalagens foi equivalente a mais de 100 milhões de garrafas de 1,5 litro. Por meio de projetos de diminuição de peso de garrafa e tampa, a empresa reduziu em 9,8% o uso de plástico comparado a 2019, o que significa o não uso de mais de 2 mil toneladas do material.

Reinventar

A PepsiCo está trabalhando para reinventar as embalagens e os plásticos que utiliza para ajudar a realizar a sua visão de embalagens sustentáveis e um dos grandes catalisadores desse processo é o Eco Desafio.

Realizado há 12 anos, o programa em parceria com a Young?Americas?Business?Trust?(YABT) e a Organização dos Estados Americanos (OEA), tem como objetivo incentivar o empreendedorismo e ideias que tragam soluções criativas e de alto impacto ambiental.

Veja mais: vinhosvinícolasespumantessucos, cafés, cervejasembalagem de vidroembalagem de lataingredientes, logística

Siga-nos nas Redes Sociais:

Linkedin Instagram Youtube Facebook 

Deixe seu comentário