Brau Beviale: driver para a indústria mundial de bebidas

Em uma atmosfera bastante descontraída, a Brau Beviale
apresentou tendências, soluções e inovações para o mundo das bebidas.
Mais de 40 mil visitantes vindos de 132 países tiveram a oportunidade
de conhecer o que existe de mais moderno em equipamentos, processos, ingredientes, embalagens e serviços para o setor de bebidas

Carlos Donizete Parra | Fotos: Divulgação

Entre os dias 12 e 14 de novembro Nurembergue foi, novamente, o foco da indústria mundial de bebidas. A Brau Beviale recebeu 1090 expositores e cerca de 40 mil visitantes de todas as partes do mundo, mais especificamente de 132 países. A maioria das pessoas vieram logicamente da Alemanha, seguido da Itália, República Checa, Suíça, Áustria e Rússia.

Entre os expositores, 502 empresas são alemãs e 588 companhias vieram de outros países, principalmente Itália, China, Reino Unido, República Checa, Áustria e Bélgica. Em nove pavilhões e em uma atmosfera bem descontraída, a Brau Beviale apresentou soluções inovadoras em equipamentos, ingredientes, insumos, embalagens, acessórios e serviços para a indústria de bebidas.

Mais de 40 mil visitantes foram em busca
de soluções apresentadas na Brau Beviale

A Brau Beviale focou suas últimas edições em soluções viáveis para o futuro da indústria de bebidas, desde ingredientes e matérias-primas, passando por equipamentos e processos, até chegar na distribuição e varejo. Como uma plataforma de negócios, Brau Beviale busca proporcionar interação e inovação para os temas mais relevantes que envolvem os fabricantes de bebidas. Nessa linha, a formação dos profissionais para o futuro é determinante para os negócios. Por isso foi dada atenção especial para os fóruns como o de Exportação de Bebidas Alemãs, European MicroBrew Symposium (organizado pelo VLB) e um Fórum aberto para todos os visitantes com palestras sobre mercado, tendências e cases de empresas produtoras de bebidas.

Degustações guidadas e experimentações levaram milhares de visitantes
à Craft Drinks Area

Craft Drinks Area

Na Craft Drinks Area, os visitantes puderam experimentar uma grande variedade de bebidas provenientes de diversos países, tudo guiado por sommelieres, cervejeiros e especialistas, que explicavam em oito bares montados nessa área as características e um pouco da história de cada produto. Cervejas, água mineral, sucos e destilados como gim, rum e whisky foram degustados por milhares de pessoas que passaram diariamente pela Craft Drinks Area, que também era rodeada por pequenos estandes de fabricantes de insumos, acessórios, embalagens e serviços para produção dessas bebidas.

Acessórios

Num desses espaços, a Bukanter apresentou acessórios para os amantes da cerveja que gostam de experiências diferentes. O Bierstachel é um acessório que é colocado quente dentro da cerveja deixando a bebida com uma espuma mais cremosa e um sabor caramelizado. É possível beber uma cerveja gelada com uma espuma quente. Outro aparelho, o Kugelbukanter, por sua vez, funciona como um ampliador de aromas. Ao apertar a bombinha dentro do vasilhame ativa-se o líquido e vários aromas são liberados. Acessórios interessantes para bares e eventos onde a curiosidade pode despertar o prazer em torno da cerveja ou de outras bebidas.

Equipamentos para home e craft beer

A Brumas apresentou seus equipamentos para produção caseira de cervejas, entre eles o conjunto BrauEule composto de mosturador, fervedor e fermentador. Fácil de operar e totalmente automático, o equipamento básico produz entre 20 e 40 litros de cerveja. Equipamentos para produções maiores também são fabricados pela Brumas que fornece esses conjuntos para diversas empresas na Alemanha. Um software amigável e de simples operação auxilia a dar mais agilidade e funcionalidade ao processo.

A Brewolution mostrou seu modelo Brewster Beacon 40 elétrico, para 40 litros de cerveja, com capacidade para 9 kgs de malte. Também fabrica um modelo com capacidade para 70 litros, além de fermentadores, chopeiras e lacradores. Apresentou a Cannular, uma recravadora de latas elétrica, semi-automática, simples de usar e que realiza a operação de recravação em apenas 5 segundos, com um valor aproximado de 400 euros. Diversos outros acessórios para homebrewers estavam disponíveis na Craft Drinks Area, como medidores de pressão na garrafa, refratômetros, aparelhos para teste de água de processo, medidores de pH, entre outros.

European Beer Star

Um dos destaques da Brau Beviale em Nurembergue é a apresentação do European Beer Star, um dos prêmios mais cobiçados do mercado internacional de cerveja. Já no primeiro dia da feira, os visitantes têm a oportunidade de escolher a cerveja preferida.

O prêmio de Cerveja Favorita dos Consumidores, medalha de ouro 2019, foi da cerveja Weizenbock Dunkel “Augustus 8” da cervejaria Riegele (Augsburg). A medalha de prata foi para a italiana Birra dell’Eremo estilo belga Geórgia Lambic, Geuze e Fruit “Selva Sour”. Em terceiro lugar, a cerveja de estilo belga “Averbode Abdijbier”, Cervejaria L Huyghe (Bélgica).

Tradicional cervejaria da Alemanha,
o mosteiro Weltenburger, do mestre-cervejeiro
Leonhard Resch, recebeu ouro
na categoria Dark Doppel bock

“As medalhas do European Beer Star são muito importantes para as cervejarias”, explica Stefan Stang, Chefe Executivo da Private Breweries, organizadora do evento.

No início de outubro, um júri especializado de 145 pessoas analisou amostras de 2.483 cervejas em 67 categorias, vindas de 47 países e de todos os continentes, quebrando um novo recorde de participação.

Os vencedores nas 67 categorias (medalhas de ouro, prata e bronze) foram homenageados na noite do segundo dia da Brau Beviale em um jantar de gala.

As cervejarias alemãs ganharam 25 medalhas de ouro e foram as vencedoras na classificação geral por país. O segundo e o terceiro lugar na classificação de medalhas foram a Itália (10 medalhas de ouro, 3 medalhas de prata e 7 de bronze) e Bélgica (7 de ouro, 4 de prata e 3 de bronze). Com três medalhas de ouro nas categorias Stout, Schwarzbier e Sour envelhecida em barril de madeira, a cervejaria Australiana 4 Pines Company (Brookvale) foi a cervejaria de maior destaque no European Beer Star 2019.

Soluções completas

Centenas de novidades em ingredientes, matérias primas, embalagens, equipamentos e serviços foram apresentadas pelos expositores durante os três dias de feira. Inovação, flexibilidade, personalização e conveniência são aspectos que direcionam a maioria das tecnologias disponíveis no evento.

“A inspeção de latas vazias ainda é pouco utilizada no Brasil, mas é
uma necessidade cada vez maior
e merece atenção dos fabricantes
de bebidas”, Luis Gomes,
Filtec América do Sul

A Filtec, fabricante de soluções de inspeção em linha para as indústrias de bebidas e alimentos, mostrou na Brau Beviale um amplo portfólio de equipamentos, entre eles, o Intellect Label, um inspetor de rótulos capaz de analisar vários parâmetros através de seis câmeras de imagens. O operador visualiza e pode ajustar e tomar todas as decisões imediatamente. É feita a inspeção 360 graus em qualquer formato de garrafa. O Intellect Label é uma solução modular, capaz de inspecionar etiquetas adesivas coladas e encolhíveis.

O sistema é capaz de realizar uma ampla variedade de inspeções de embalagem, incluindo inspeções de nível de enchimento, tampa e fechamento. Possui configuração intuitiva, ajuste fino e efetua troca automática. É uma solução compacta, atualizável no local e que dispensa manipulação de garrafas na linha.

“Outra solução apresentada pela Filtec na feira é o inspetor de latas vazias, Intellect Can, ainda pouco utilizado no Brasil, mas que merece atenção dos fabricantes de bebidas”, disse Luiz Gomes, diretor administrativo da Filtec América do Sul. O equipamento analisa as imperfeições das paredes das latas, assim como problemas ocasionais na base e aro.

Armazenagem e transporte longos e inadequados podem causar imperfeições que serão possíveis fatores para paradas imprevistas nas linhas de engarrafamento. Outros aspectos analisados também são objetos estranhos e contaminantes que podem não ser eliminados no processo de limpeza das latas antes do envase.

Craftmate G para cerveja e refrigerantes

A Krones apresentou ao mercado de cervejas artesanais a Craftmate G, uma enchedora para o envase de garrafas com capacidade para 24 mil garrafas de 500ml por hora. O design é compacto propiciando mais flexibilidade no layout da fábrica.O mesmo equipamento pode ser utilizado para envase de refrigerante proporcionando maior flexibilidade e rapidez no retorno dos investimentos.

A Craftmate G é o mais recente lançamento
de enchedoras da Krones

Craftmate G é o mais recente lançamento da família de enchedoras da Krones para garrafas de vidro. Pode trabalhar com tampas coroa, tampas de rosca ou rolo de alumínio. Isso possibilita aos fabricantes de cerveja aumentar o mix de produtos e trabalhar não apenas com a cerveja, mas também com refrigerantes. O sistema completo de carga e um ou mais fechos está disponível nos dois sentidos de rotação, portanto, não há limites impostos à integração nas linhas existentes.

Outra solução apresentada pela Krones foi um Flash Pasteurizador para cerveja, equipamento que permite aquecer o produto de maneira suave e segura. Equipado com controle deslizante de PU e um circuito de água quente adaptado, garantindo que a capacidade do buffer seja utilizada ao máximo e que a conformidade com a temperatura de aquecimento seja monitorada. Processos inovadores, como pasteurização expressa, também garantem uma melhor qualidade da cerveja: o tempo de retenção de calor é substancialmente reduzido e, simultaneamente, a temperatura de aquecimento aumenta correspondentemente. O pasteurizador VarioFlash B da Krones garante um processo de enchimento microbiologicamente seguro da cerveja. Com uma produção de 18 a 600 hectolitros por hora, o VarioFlash B pode processar garrafas ou latas, e até barris.

A pequena variante do VarioFlash B foi projetada especificamente para pequenas cervejarias e é particularmente adequada para a faixa de produção de 18 a 45 hectolitros por hora.

“O Proficraft é um sistema de filtração por membranas compacto e flexível,
muito adequado para cervejarias artesanais”,
André Trombe, Pall do Brasil

A Pall apresentou o Proficraft, um sistema de filtração por membrana para cervejarias artesanais. Atende necessidades de vazões que variam desde 20 até 120 hectolitros por hora com facilidade de setup entre as várias marcas, uma característica das artesanais. Não permite a absorção de oxigênio e pode trabalhar 24 horas por dia sem interrupção. Outro produto apresentado foi o CFS Neo, equipamento que substitui a pasteurização da cerveja e garante uma bebida fresca no ponto de venda. Evita o impacto negativo do sabor causado pelo tratamento térmico. A filtração de cerveja com membrana vem crescendo em relação a outras tecnologias como o crossflow e outros sistemas mais tradicionais. “O CFS Neo acompanha esse movimento e vem conquistando espaço no mercado mundial de bebidas”, André Trombe, Pall do Brasil.

Outro produto apresentado pela Pall foi o sistema GeneDisc, uma tecnologia de PCR em tempo real para detecção e identificação de organismos de contaminação da cerveja. Facilita o controle de qualidade de maneira simples e confiável.

“O objetivo da Sidel é sempre oferecer
qualidade máxima da bebida, com flexibilidade
de produção para nossos clientes’,
José Prianti, VP de Vendas Europa e Ásia

A Sidel apresentou soluções para cervejarias, com foco no design, fabricação e manutenção de desempenho avançado em todo o ciclo de vida dos ativos de produção.

No mercado europeu, projeções indicam o aumento na utilização de garrafas de vidro e lata nos próximos anos, com previsão de crescimento de 2,8% para não alcoólicos e de 3,7% para bebidas alcoólicas, até 2022. Essa tendência se aplica especialmente ao mercado de cerveja, onde a lata e o vidro já representam 81% dos materiais de embalagem utilizados. Como fornecedora de soluções de equipamentos e serviços para embalagens de bebidas, alimentos, produtos para cuidados pessoais e domésticos em PET, lata e vidro, a Sidel destacou soluções completas para a indústria cervejeira.

Destaques para as enchedoras EvoFILL Can e EvoFILL Glass. “O número crescente de SKUs no mercado exige maior flexibilidade para uma ampla variedade de bebidas, embalagens e temperaturas de envase. Tudo isso é perfeitamente atendido por nossa última geração de soluções de envase, garantindo a melhor qualidade do produto, melhorando a precisão de higiene e do envase ”, explica José Priante, vice-presidente de vendas de bebidas da Europa e Ásia Central (SCE) da Sidel.

O EVOFILL Can – apresentado no estande por meio de vídeos e animações 3D interativas – atende a todas as necessidades de sustentabilidade, higiene e versatilidade, preparando os fabricantes de cerveja para futuros desafios na produção de bebidas em lata. Em Nurembergue, a Sidel demonstrou o desempenho da solução através de um projeto completo de linha entregue à Heineken Vietnam. Os visitantes também tiveram uma visão em primeira mão do EvoFILL Glass. “Este é o marco mais recente em nosso portfólio de envase, combinando alta flexibilidade de produção e qualidade de produto incomparável”, declara José Prianti. “Na BrauBeviale, estamos mostrando uma oferta abrangente para a indústria cervejeira, com base em tecnologia, conceitos inovadores e competência da equipe. Nossos clientes são únicos e nossas soluções também ”, conclui.

“O Braumat Lean é uma versão compacta, que comporta até 40 unidades com preço bem atrativo para cervejarias artesanais”, Celso Souza, gerente de bebidas e alimentos, Siemens Brasil

Nova versão do Braumat

A Siemens apresentou entre tantas novidades, a nova versão do sistema de controle de processo para cervejaria Braumat. A versão mais recente 8.0 é baseada no controlador Simatic S7-1500 e foi otimizada nas áreas de relatórios, sistemas de pesagem e segurança. Os controladores Simatic S7-400 já instalados ainda podem ser usados, inclusive em operação mista. As instalações existentes podem ser expandidas ou modernizadas com o controlador Simatic S7-1500. Isso evita tempos de parada de produção.

O sistema pode ser conectado ao PM-Quality, o que significa integração com o MES (Manufacturing Execution System) e MIS (Ma-nagement Information System), possibilitando controles de gestão e KPIs (Key Performance Indicators). Na nova versão, o gerenciamento do local de armazenamento é integrado ao gerenciamento da dosagem no sistema de receitas, permitindo a automação eficiente e flexível dos processos de mistura. As receitas são ajustadas automaticamente de acordo com a disponibilidade do local de armazenamento e as especificações de quantidade dos lotes a serem produzidos. As operações de pesagem auto-otimizáveis e de alta precisão são totalmente automatizadas com o sistema de pesagem Siwarex. O Braumat V8.0 verifica continuamente receitas e quantidades para os processos de produção individuais, reduzindo assim as sobredosagens de malte, lúpulo e filtrantes. Uma combinação de controladores protegidos por senha, comunicação criptografada no barramento do terminal, além de gerenciamento estendido de usuários e registro de identificação da empresa através de um leitor de cartão RFID proporcionam mais segurança durante a produção.

O novo sistema está disponível nas versões standard e lean. “O Braumat Lean é uma versão compacta, que comporta até 40 unidades de controle, tem um preço bem atrativo, com configurações interessantes para microcervejarias e cervejarias artesanais”, explica Celso Souza, gerente de bebidas e alimentos, Siemens Brasil. O Braumat Lean também pode ser operado como uma estação de usuário único compacta ou para áreas remotas de grandes cervejarias, como laboratórios. Com a edição Standard, é possível criar estruturas complexas da planta com recursos redundantes cliente-servidor e visualização do servidor. A edição enxuta do Braumat V8.0 pode ser expandida para a edição padrão. Com apenas alguns dias de treinamento, os usuários podem configurar as novas plantas da Braumat. O controlador de processos Sistar 8.0 pode ser utilizado para outros setores de alimentos e bebidas, como laticínios, fábricas de queijo ou refrigerantes.

A Siemens mostrou também versões mais avançadas do Braumat com uma solução de gerenciamento de energia e Gerenciamento de Operação de Manufatura (MOM), além de tecnologias de ponta em automação, simulação, cyber security e cloud. Apresentou um modelo de sistema para detecção remota de anomalias. O sistema foi desenvolvido em parceria com universidades alemãs e utiliza Inteligência Artificial, Realidade Aumentada e Machine Learning.

Tecnologia combina unidade de moldagem por sopro e enchimento

A nova tecnologia KHS FormFill combina a formação e o enchimento de garrafas de plástico em apenas uma etapa do processo, gerando economia de energia e menor área útil ocupada da máquina.

O Form Fill ocupa 40% menos espaço e consome até 60% menos energia em comparação aos equipamentos tradicionais”, Frank Haesendonckx, KHS

A KHS apresentou o conceito FormFill pela primeira vez na drinktec em 2017. Naquela época, o plano era amadurecer suficientemente a tecnologia em dois anos. “Aprendemos muito desde o conceito inicial até a produção do sistema pronto para o mercado”, diz Frank Haesendonckx, chefe de tecnologia da KHS Corpoplast em Hamburgo, Alemanha.

Com o KHS FormFill, os engarrafadores podem formar e ao mesmo tempo encher embalagens de PET ou rPET em uma única máquina. Portanto, o sistema ocupa 40% menos espaço do que os blocos existentes atualmente.

O atual sistema testado foi configurado para água mineral. No entanto, a tecnologia é igualmente adequada para produtos de limpeza e para uma gama de aplicações de enchimento a quente, em garrafas com volume de 500 ml a 1,5 litro com produções de 12.000 a 24.000 garrafas hora.

Como no processamento padrão, a máquina aquece primeiro as pré-formas PET. No entanto, em vez de ar comprimido, um fluxo de volume controlado do produto forma as pré-formas em embalagens. Esse procedimento possui várias vantagens: como a camada interna dos recipientes esfria mais rapidamente do que com o método padrão por meio do enchimento direto, o FormFill produz recipientes de maior rigidez com a mesma espessura de parede, permitindo que o material da pré-forma seja salvo. O efeito conhecido como “golpe de aríete” torna os detalhes do design, como logotipos, mais proeminentes, atraindo muita atenção no ponto de venda, mesmo sem a presença de rótulos.

A KHS apresentou também uma nova geração de enchedoras com alto padrão de sustentabilidade, flexibilidade, eficiência e automação. “Muitos engarrafadores estão expandindo seus portfólios no momento. Estamos vendo uma demanda crescente por garrafas de vidro”, diz Manfred Härtel, gerente de produtos de enchimento da KHS. “Com a Innofill Glass DRS ECO, fornecemos uma tecnologia pioneira de envase que atende aos crescentes requisitos do mercado para processos de produção flexíveis e eficientes”, continua ele. O novo sistema KHS engarrafa cerveja, bebidas mistas, cidra e refrigerantes, com capacidades entre 0,1 e 1,5 litro, com velocidade de até 80 mil garrafas por hora de 0,33 litro, por exemplo.

Além de flexível e eficiente, o DRS ECO também é sustentável. Isso porque utiliza o sistema ECO, um processo especial de evacuação e purga de CO2 para garrafas de vidro. Com isso, consome até 50% menos CO2 em comparação com os métodos convencionais. Também reduz em 20% o consumo de energia.

Três tecnologias em uma mesma fonte

“O conceito Omnium de fabricação de cerveja oferece sacarificação completa,
além de menores tempos e ganhos de processo”,
Gustavo Acioli, Ziemann Holvrieka

O foco da Ziemann Holvrieka na feira foram as tecnologias de lavagem, separação e filtração do mosto cervejeiro. O sistema Nessie reduz em aproximadamente 30% o tempo total de brassagem com rendimentos superiores aos sistemas tradicionais de separação. Uma premissa importante do Nessie é explorar os ganhos do sistema sem comprometer a qualidade da cerveja. Integrado à tecnologia Ominium, o processo todo ganha em produtividade e custos operacionais reduzidos devido ao rendimento das matérias-primas. NESSIE é a terceira e mais recente tecnologia de lavagem e é uma peça central do conceito de cervejaria OMNIUM, desenvolvido pela Ziemann. Segundo a empresa, esse conceito oferece várias vantagens, como sacarificação completa na última etapa do processo, isomerização do lúpulo realizada separadamente, além de menores tempos e ganhos de processo. Outra vantagem é o melhor rendimento das matérias-primas e a preservação das características dos ingredientes garantindo uma cerveja mais saborosa e com mais qualidade.

Outro sistema, o LOTUS, fornece aos fabricantes de cerveja uma grande flexibilidade em termos de volumes em um mesmo lote. A ZIEMANN HOLVRIEKA apresentou também o filtro de placas BUTTERFLY – um mash filter que combina placas e membrana.

Pela primeira vez, as empresas Briggs of Burton Plc da Inglaterra e DME Process Systems Ltd do Canadá, pertencentes ao Grupo, participaram do evento no mesmo estande.

“O lançamento na Brau Beviale é o BMF Smart, uma versão compacyta com fluxo contínuo,
ideal para cervejarias artesanais”,
Marcelo Rampazzo, Pentair

A Pentair destacou o BMF Smart, um filtro de membrana de fluxo contínuo com capacidade para 120 hectolitros por hora, além de um medidor de oxigênio Haffmans, portátil e com custo bastante acessível.

A linha de produtos BMF Compact S da Pentair atende às necessidades das cervejarias com capacidade de 3-60 hl / h. As unidades compactas de filtração de membranas oferecem um processo totalmente automatizado que pode ser interrompido a qualquer momento. Isso é extremamente benéfico para fabricantes de cervejas artesanais que produzem uma grande variedade de produtos. Pequenos lotes de cerveja podem ser processados mantendo-se o padrão de qualidade do produto final e também com perda de cerveja muito baixa. O BMF pode tratar cerveja com até 5 milhões de células de levedura por mililitro e filtrar uma ampla variedade de tipos de cerveja, incluindo malte ou cervejas com adjuntos, cervejas escuras, com baixo teor de álcool ou alto amargor.”Aqui na Brau Beviale apresentamos o BMF Smart, uma versão com fluxo contínuo, que não interrompe a filtração nem mesmo para parada de manutenção. Cada módulo tem capacidade de 120 hectolitros/hora e pode ser montado a partir de 3 skids. Outro lançamento importante é o medidor de oxigênio na garrafa, tubulação ou tanque, produzido pela Haffmans. É portátil e indicado para microcervejarias e cervejarias artesanais”, explica Marcelo Rampazzo, Gerente de Bebidas da Pentair no Brasil.

Ingredientes naturais e experiências multissensoriais

A Döhler está focada em inovações que combinem nutrição plant-based, naturalidade, redução de açúcar e experiências multissensoriais que possam satisfazer os desejos dos consumidores cada vez mais conscientes com aspectos relacionados à saúde e sustentabilidade.

Na Brau Beviale, visitantes e clientes da Döhler puderam se inspirar com bebidas que seguiam essa linha: cervejas sem álcool, refrigerantes com sabores diferentes e inovadores com açúcar reduzido, sucos refrescantes com muita fruta e águas com infusão de frutas, além de chás e muitas outras bebidas.

As águas adicionadas de frutas ganham muita popularidade com a busca dos consumidores por naturalidade e saudabilidade. Águas com limão, maçã e outras frutas entram no radar das empresas engarrafadoras como uma oportunidade de diferenciação de portfólio. Assim como as águas com gás misturadas de frutas e extratos botânicos, que podem ainda receber cafeína e ginseng, além de extrato de guaraná e outras vitaminas.

“Colocamos os consumidores no centro de nossos desenvolvimentos, enquanto a naturalidade, plant based, sabor e experiência multissensorial, são pilares
de nossas soluções”,
Martin Tolksdorf, Döhler

A Döhler mostrou ainda uma grande variedade de bebidas funcionais contendo magnésio disponíveis em diversos sabores. Também uma nova geração de energéticos produzidos com ingredientes naturais, com baixa caloria e com fontes de energia que facilmente podem ser integrados aos conceitos de vida saudável. Os novos conceitos impressionam pela naturalidade, sabores diferenciados e pela refrescância. Bebidas que podem inspirar fabricantes na pesquisa e desenvolvimento de novos produtos no mercado brasileiro.

“Todas as bebidas oferecidas em nosso estande trazem conceitos inovadores seguindo pilares de naturalidade, plant-based, sabores autênticos e sempre muito refrescantes. A experiência multissensorial é outro diferencial muito considerado pela Döhler em todas as inovações de bebidas. O consumidor é o centro de nossos desenvolvimentos e a naturalidade é chave para qualquer lançamento”, explica Martin Tolksdorf, Chief Marketing Officer da Döhler Gmbh.

Mercado global de bebidas em crescimento

O consumo global de bebidas está em elevação e, segundo especialistas, deverá continuar assim nos próximos anos, com um crescimento previsto de 3% para este ano. O consumo global de bebidas em 2018 chegou a 947 bilhões de litros. Para a manutenção desse crescimento nos próximos cinco anos são considerados mercados chaves a África (32%) e a região da Asia, incluindo China e Japão (cerca de 22%). Também está previsto um crescimento na Europa, algo em torno de 8% e para o lado leste da Europa o crescimento previsto é um pouco maior, 12%. Em nível global, a proporção de não-alcoólicas para alcoólicas foi de 70/30, muito parecida com 2018 (Euromonitor International 2019).

ASSUNTOS RELACIONADOS

https://engarrafadormoderno.com.br/materia-principal/brau-beviale-em-grande-estilo

https://engarrafadormoderno.com.br/materia-principal/cervejas-vencedoras

 

Deixe seu comentário