Grupo Heineken anuncia criação de instituto

Primeiro Instituto da companhia no mundo impactará 10 mil vendedores ambulantes e catadores e 1 milhão de jovens

Para reforçar seu compromisso com a agenda ESG, o Grupo Heineken anuncia o lançamento do primeiro Instituto Heineken no mundo. Em linha com uma das principais problemáticas do país, como a desigualdade social, a organização nasce do desejo da companhia de fortalecer o protagonismo de toda a cadeia da indústria cervejeira com foco em vendedores ambulantes, catadores e jovens em situação de vulnerabilidade. Com iniciativas e programas sociais, o Instituto Heineken Brasil impactará 10 mil vendedores ambulantes e catadores e 1 milhão de jovens direta e indiretamente até 2025, e terá um investimento inicial de R$ 10 milhões.

A instituição atuará no desenvolvimento de habilidades socioemocionais, empreendedoras, capacitação, geração de emprego e renda e promoção do consumo responsável de álcool. “Se nós estamos comprometidos com o Brasil, não podemos fechar os olhos para a desigualdade do nosso país. Por isso, o Instituto chega para consolidar nossas frentes de atuação que contribuem para a transformação da sociedade por meio do equilíbrio”, comenta Mauricio Giamellaro, presidente do Grupo Heineken.

 

Jovens em situações de vulnerabilidade

Combater o consumo nocivo de álcool é uma prioridade do Grupo Heineken e, desde 2019, a companhia conta com o WeLab, programa voltado à promoção do consumo responsável entre jovens de 18 a 24 anos. O Instituto será responsável não só por expandi-lo, mas também por impactar jovens em situações de vulnerabilidade na perspectiva da empregabilidade, por meio de projetos feitos em rede ou ecossistemas. “Como experiência, sabemos o quanto esses encontros ajudam os jovens a ressignificarem suas relações com a vida e com o consumo de álcool ao tem um desenvolvimento socioemocional e, para além disso, agora temos um país se recuperando do ponto de vista econômico no pós-pandemia e foi aqui que identificamos a oportunidade de integrar o desenvolvimento socioemocional ao desenvolvimento para o mercado de trabalho, contribuindo assim para um futuro melhor e mais próspero”, destaca Giamellaro.

Vendedores ambulantes e catadores de materiais recicláveis

Contribuir com uma melhor perspectiva de futuro para vendedores ambulantes e catadores de materiais recicláveis é uma das razões de existir do Instituto Heineken Brasil. Para isso, serão criados e aportados projetos de capacitação e inclusão produtiva com foco na geração de emprego e renda. “Reconhecemos nosso papel atuante neste desafio que é promover impactos positivos na sociedade e sabemos que, por meio do desenvolvimento social, podemos fomentar melhores oportunidades a esses públicos. O Instituto é resultado da reflexão do nosso papel como uma grande empresa do setor de bebidas e estamos muito confiantes de que será mais um importante passo em prol de uma sociedade mais equilibrada”, reflete Mauro Homem, vice-presidente de Sustentabilidade & Assuntos Corporativos do Grupo Heineken.

Siga-nos nas Redes Sociais:

Linkedin Instagram Youtube Facebook 

 

Deixe seu comentário