Black Princess lança segunda edição da Braza Hops

Receita utiliza o lúpulo produzido na fazenda da companhia, em Teresópolis

A família Black Princess acaba de lançar uma reedição da Braza Hops, primeira cerveja do Grupo Petrópolis produzida em 2020 com lúpulo próprio, plantado no Centro Cervejeiro da Serra, em Teresópolis. A Braza Hops é uma German Pilsner, estilo elaborado em 1870, na Alemanha. Como tal, apresenta cor dourada, coberta por um colarinho branco e duradouro. No aroma e paladar, o lúpulo se sobressai ao malte, e nesta receita em especial utilizou-se a variedade Comet, lúpulo que confere aroma e amargor à cerveja.

O lúpulo Comet foi adicionado na receita da Braza Hops ainda fresco, em flor, para otimizar seu potencial aromático e ressaltar ainda mais suas características de frescor, através de notas cítricas, florais, com suave herbal e picância. No paladar a Braza apresenta corpo, amargor, sabor e refrescância na medida certa, próprios para uma Pilsner.

“A primeira edição da Black Princess Braza Hops, há quase dois anos, foi um sucesso e esgotou rapidamente em nosso e-commerce Bom de Beer. O público que degustou pedia muito uma reedição e agora poderão matar a saudade do sabor do lúpulo da serra fluminense, que se destaca na bebida”, comenta Nathalia Cajueiro, coordenadora de Marketing da Black Princess no Grupo Petrópolis.

Do campo ao copo

O Grupo Petrópolis iniciou a plantação das primeiras mudas de lúpulo em 2018, com 316 plantas cultivadas na fazenda do grupo em Teresópolis, no Rio de Janeiro. Na ocasião, foram plantados 10 cultivares de lúpulo, para avaliar a adaptabilidade e técnicas de manejo. Hoje, a plantação já conta com mais de 21 mil mudas, em mais de cinco hectares, com 15 cultivares diferentes plantadas. Ao todo, o projeto já recebeu cerca de R$ 5 milhões em investimentos.

A segunda edição do rótulo Braza Hops terá envase de 2 mil long necks, com venda exclusiva no e-commerce Bom de Beer.

Siga-nos nas Redes Sociais:

Linkedin Instagram Youtube Facebook 

 

Deixe seu comentário