Brooklyn Brewery anuncia produção no Brasil

A Brooklyn Brewery anunciou esta semana uma joint venture para produção e distribuição de suas cervejas no Brasil. A Brooklyn Brewery Brasil terá sede em Curitiba e staff nos principais centros metropolitanos. A joint venture está sendo formada com a Maniacs Brewing, uma empresa afiliada da importadora da Brooklyn para o Brasil.

“O Brasil é um dos mais importantes mercados de cerveja no mundo, e assim como todos mercados desenvolvidos, a cerveja artesanal está desempenhando um papel importante e crescente”, explica Eric Ottaway, CEO da Brooklyn Brewery. “Nós vendemos cervejas no Brasil desde 2010, e acreditamos que agora é o momento certo para investir localmente e atingir todo o potencial das cervejas Brooklyn no Brasil”.

Inicialmente a Brooklyn Lager, medalha de ouro na World BeerCup 2018 na categoria Amber Lager, e a Brooklyn East India Pale Ale serão produzidas no Brasil, e ao longo do tempo outras cervejas da marca também serão produzidas localmente. Lançamentos especiais continuarão vindo dos Estados Unidos. A previsão é de que as cervejas produzidas localmente comecem a chegar ao mercado no quarto trimestre de 2018.

Iron Mendes, CEO da Maniacs Brewing, irá liderar a operação brasileira. Com mais de 15 anos de experiência na importação e venda de cervejas artesanais no Brasil, ele gerenciará um time local de 12 pessoas cobrindo produção, logística, administração e vendas. “Estou entusiasmado em nos associarmos com a Brooklyn Brewery para produção aqui no Brasil. A Brooklyn Lager e a Brooklyn East India Pale Ale já são bem conhecidas na comunidade de cervejas artesanais e com a produção local supriremos o mercado com cervejas mais frescas”.

A Brooklyn Brewery é uma das mais importantes cervejarias artesanais do mundo e, atualmente, ocupa a 11ª posição no ranking de volume entre as cervejarias artesanais dos Estados Unidos. Localizada em Williamsburg, no Brooklyn, produz cervejas premiadas que estão disponíveis em 27 estados nos Estados Unidos e em mais de 30 países.

Deixe seu comentário