Vinícolas catarinenses também anunciam o fim da Substituição Tributária

Vinícolas comemoram a medida, que começa
a vigorar em outubro

Seguindo o movimento iniciado pelas vinícolas gaúchas, o governo de Santa Catarina anunciou o fim da Substituição Tributária para vinhos e derivados produzidos no estado, movimentando o segmento vitivinícola catarinense, que já projeta a ampliação de mercado a partir de 1º de outubro, quando a medida começa a vigorar.

Muitos destes negócios serão concretizados na Provino 2019 – Feira Profissional de Vinhos e Destilados, que acontece entre os dias 15 e 17 de outubro, no mês em que passa a valer o fim da ST, criando um contexto promissor para as vinícolas catarinenses confirmadas na feira: Vila Francioni, Villaggio Bassetti, Vivalti, Thera, Abreu Garcia e Vinhedo Monte Agudo.

Atualmente, as empresas pagam o ICMS (Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços) antecipadamente, assumindo a responsabilidade do imposto devido por todos os integrantes na operação da venda: distribuidor, varejista e até pelo consumidor final.

A partir do próximo mês, a venda dos vinhos catarinenses não será comprometida com o custeio do imposto antecipado, garantindo mais competitividade dentro e fora do estado, reforçando e redefinindo o posicionamento dos vinhos brasileiros em relação aos importados.

Deixe seu comentário