Novembro é o mês do espumante

Brut é o mais vendido com 5,6 milhões
de garrafas no mês, superando os vinhos
que ficaram em 2,7 milhões de unidades

Novembro é disparado o melhor mês do ano para os espumantes brut. Os 4,1 milhões de litros, ou seja, 5,6 milhões de garrafas da bebida, que saíram das vinícolas nesses 30 dias, representam 23% de toda venda do produto feita pela indústria nos 11 meses. O aumento de janeiro a novembro foi de 43,51%, passando de 11,2 milhões de litros em 2020 para 16,1 milhões de litros este ano. Considerando apenas novembro, o incremento foi de 59,78% frente ao mesmo mês do ano passado. Os moscatéis também avançaram neste intervalo em 39,09%, indo de 7,9 para 10,9 milhões de litros. E os vinhos cresceram 10,96% no mês. Estes são os dados oficiais da União Brasileira de Vitivinicultura (Uvibra), com base no Sistema de Cadastro Vinícola da Secretaria Estadual da Agricultura, Pecuária e Desenvolvimento Rural do Rio Grande do Sul e do Ministério da Agricultura.

Com a proximidade das festas de final de ano, a preferência pelos espumantes é óbvia, tanto que os vinhos, tradicionalmente mais representativos em volume, ficaram abaixo das borbulhas. Até os moscatéis ultrapassaram os vinhos chegando a 2,1 milhões de litros no penúltimo mês do ano. Os vinhos alcançaram 2 milhões de litros no período. “As pessoas querem brindar a vida, celebrar em família, entre amigos. E nada melhor do que abrir um espumante brasileiro para receber 2022”, destaca o presidente da União Brasileira de Vitivinicultura (Uvibra), Deunir Luis Argenta. Segundo ele, a expectativa do setor está se concretizando. “Estamos encerrando 2021 com boas vendas. Depois das incertezas geradas no início da pandemia, temos muito a comemorar”.

Os dados do setor para o período de janeiro a novembro também mostram evolução nas exportações de espumantes brasileiros que tiveram uma aceleração de 32,49% atingindo 869 mil litros.

Comercialização de vinhos finos, espumantes e suco de uva elaborado no Rio Grande do Sul
Mercado Interno (litros) – Janeiro a Novembro

 

Siga-nos nas Redes Sociais:

Linkedin Instagram Youtube Facebook 

 

Deixe seu comentário