Batendo forte no coração do Brasil

suco-uva-integral-dieta-corpo-emagrecer-corte

Pesquisa mapeia hábitos de consumo de suco de uva 100%

Um estudo encomendado pelo Instituto Brasileiro do Vinho (Ibravin) à Romagna Marketing e Pesquisa mapeou o comportamento de consumo de suco de uva 100% e de outros tipos de bebidas não alcoólicas, como néctares e refrescos. Batizado “Projeto PULSE – Qual a batida do suco de uva 100% no coração do Brasil”, o levantamento teve por objetivo identificar sinais para embasar o desenvolvimento do mercado do produto no Brasil. Os dados serão utilizados na elaboração de ações de promoção da bebida, cuja comercialização nos últimos 10 anos saltou de 15.832.130 litros, em 2005, para 90.253.143 litros em 2014 (crescimento de 570%). Nos dois primeiros meses de 2015, as estatísticas apontam que foram comercializados 13.571.446 litros da bebida, volume 5,68% superior ao verificado no mesmo período do ano passado (12.841.742 litros).

A metodologia do estudo, realizado em 2013 e 2014, e apoiado pela fabricante de embalagens Tetra Pak, incluiu um raio x do cenário atual do consumo de bebidas não alcoólicas no Brasil e no mundo com dados já existentes, entrevistas com produtores regionais e pesquisa qualitativa junto aos consumidores e não consumidores de suco de uva 100%, com observações em pontos de venda e home invasions (visitas a residências) seguidas de entrevistas em profundidade.

Aurora copyDesenvolvido em duas etapas, o levantamento é resultado de 2.048 horas de estudos e observações e 320 horas de análises e debates para conclusões. A equipe que participou do projeto foi integrada por profissionais de áreas como pesquisa, marketing, administração, estatística, antropologia, sociologia, cultura de consumo e comunicação. Foram escolhidas as praças de São Paulo (SP), Porto Alegre (RS), Recife (PE) e Rio de Janeiro (RJ), por serem considerados mercados de interesse do segmento. O estudo abrangeu consumidores enquadrados principalmente dentro das seguintes categorias: consumidores de suco 100% uva, de néctares e refrescos, casais com ou sem filhos e solteiros, principalmente das classes sociais AB e BC, com idades entre 21 e 55 anos.

Somente na categoria de sucos prontos para beber, de diversos sabores, o crescimento deste mercado é de quase 12% nos últimos três anos, de acordo com dados da consultoria Nielsen, em 2013. O mercado, no entanto, ainda é consideravel.

• Em alguns casos, o suco de uva 100% é uma alternativa ao consumo de bebidas alcoólicas, principalmente o vinho, pelos mais diversos motivos, como o uso de medicamentos, por exemplo.

• Todas as pessoas que têm na rotina a ingestão de suco de uva 100% associam a prática a uma vida saudável em função de benefícios que o consumo da bebida proporciona, como auxílio na redução da gordura abdominal, controle do colesterol e prevenção de doenças degenerativas como o Mal de Alzheimer. Por ser rico em resveratrol, o suco de uva combate a produção de toxinas e radicais livres, prevenindo doenças cardiovasculares e reduzindo a pressão arterial.

Crise não deve afetar produtos premium

Aumento dos preços de energia elétrica, crise hídrica, aumento do dólar, corrupção na Petrobras, estagnação da economia. Nada disso é suficiente para frear o crescimento do mercado de bebidas e alimentos premium.

Suco Sua copyCervejas especiais, vinhos finos, sucos de frutas 100%, chocolates de origem nobre, cafés especiais, entre muitos outros produtos, já fazem parte da cesta de compras de brasileiros das classes A e B. E não existe nenhum sinal de que isso vai mudar.

A tendência é de que as empresas ofereçam cada vez mais produtos e serviços premium em substituição a produtos menos nobres. São produtos melhores, mais caros e que dispõe de grande variedade de tipos e estilos.

Isso é o que demonstra o estudo da consultoria Bain & Company, que indica quais serão as oito tendências que adicionarão, até 2020, 27 trilhões de dólares ao PIB mundial. E, apesar dos problemas econômicos, essa também é uma tendência em alta no Brasil.

O mercado de sucos, de uma maneira geral, segue essa estratégia. Caminhando na direção de produtos saudáveis oferecidos em embalagens diferenciadas seguem conquistando cada vez mais consumidores de todas as faixas etárias preocupados com o bem estar e atraídos pela qualidade e praticidade desses produtos.

Deixe seu comentário