Profissionais de eSports ganham bebida exclusiva

Composição traz como ingrediente principal a Colina, que associada com outras vitaminas do complexo B, promete maior desempenho em atividades que exigem alta concentração

No Brasil, segundo pesquisas recentes, existem dois gamers para cada praticante de futebol. O país possui também a terceira maior audiência mundial de partidas transmitidas em plataformas como Twitch, YouTube e Facebook Gaming. O aumento da popularidade dos esportes eletrônicos – e-Sports – resulta também na profissionalização dos seus praticantes, que passam a ser enxergados como atletas.

Focada nesse mercado – cuja previsão global de negócios gira em torno de U$ 1bilhão -, a Overclock desenvolveu uma fórmula contendo colina, biotina e um misto de diferentes tipos de vitaminas do complexo B que proporcionam melhorias no foco, na concentração, na identificação de padrões e no tempo de reação. Atualmente a fórmula é comercializada como bebida através de um suplemento em pó, de sabor único e coloração azul-turquesa que deve ser diluído em água.

Segundo Karina Rui do Amaral, CEO e fundadora da Overclock, tudo foi pensado nos mínimos detalhes e sempre considerando os efeitos necessários para os profissionais de alto desempenho: “Até mesmo o nome tem história e significado. Overclock é um processo utilizado pelos entusiastas de tecnologia que, com pequenas alterações e ajustes, conseguem aumentar a performance de diversos componentes de suas máquinas, como CPU, placa de vídeo, memória e até monitores. Sabíamos que faltava algo, natural e seguro, que aumentasse a performance da peça mais importante: o próprio jogador”.

Até a profissionalização desse setor, muitos praticantes de e-sports recorriam a energéticos, que nunca foram formulados especificamente para a suplementação de atletas. “Energéticos foram feitos para baladas. Acabam deixando o atleta ansioso e agitado e, consequentemente, muito mais suscetível a erros.”, complementa Karina.

O consumo da colina, associada aos transmissores adequados, estimula a síntese do neurotransmissor acetilcolina, que aumenta não só a densidade dos receptores de dopamina, mas também a quantidade da dopamina em si. Os resultados, comprovados por pesquisas científicas*, são a melhora nas performances cognitiva e visual-motora.

Na prática, diversos profissionais e jogadores casuais já comprovaram os efeitos de Overclock. Um dos exemplos mais recentes é do time MIBR, considerados por muitos como a seleção Brasileira de Counter Strike. Segundo COGU, técnico do time e 5x campeão mundial, o suplemento foi “peça fundamental” nas recentes vitórias sobre grandes times rivais. “O MIBR teve que se organizar às pressas para grandes confrontos, o que significou um ritmo intenso de treinos e preparo. Com a Overclock, consegui melhorar o meu rendimento como técnico, ficando concentrado e atento durante horas e horas de treino”.

Mas não apenas profissionais estão se beneficiando dos efeitos de Overclock. Streamers e jogadores casuais, como Nicole”Diretora” Muniz, influenciadora com mais de 600 mil seguidores, passaram a consumir a bebida com frequência: “Me sinto muito mais focada, entusiasmada e concentrada bebendo Overclock, é uma sensação incrível para jogar”, diz Nicole.

*Estudos:
Melhora na capacidade cognitiva:
https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pmc/articles/PMC3252552/
Melhora no tempo de reação e capacidade visual-motora
https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pmc/articles/PMC4536529/

Siga-nos nas Redes Sociais:

Linkedin Instagram Youtube Facebook

Deixe seu comentário