O impacto das embalagens para vinhos e espumantes • Vinhos e Espumantes #5

Crédito: Tintos e Tantos

Carlos Donizete Parra

As vendas de vinhos cresceram e as embalagens continuam sendo impactantes para o sucesso do produto em todos os canais. Novas opções de embalagens como latas e bag-in-box ganharam espaço e seguem em ritmo de crescimento, principalmente em virtude da redução de oferta de embalagens de vidro no mercado mundial.

O vinho sempre dedicou muitos estudos e importância ímpar às embalagens, assim perguntamos aos executivos: Como a embalagem pode contribuir para o aumento do consumo de vinhos no Brasil?

Embalagens alternativas
serão muito bem-vindas
para atender essa demanda crescente pelo “vinho online”

Hermínio Ficagna, Diretor Superintendente, Vinícola Aurora

A embalagem deve se adaptar aos novos tempos. Seja na comunicação para a geração que está chegando, seja no formato apresentado ou no volume. O mundo do vinho está muito ligado às garrafas de vidro. Mas esse tipo de embalagem para a venda online, por exemplo, vira um complicador. Por isso, embalagens alternativas serão muito bem-vindas para atender essa demanda crescente pelo “vinho online”. Entretanto, a garrafa de vidro continua soberana na vida dos amantes dos vinhos. Além disso, os volumes, estão amarrados aos 750ml e também terão que se adaptar para atingir públicos que não querem gastar muito e beber muito. Ofertas de rótulos com 100ml, 200ml ou meia garrafa terão um espaço garantido na vida das pessoas. A informação nesse período permite que o consumidor pergunte ao Google se vinho faz bem. Se ele responder que 100ml por dia está excelente, o que o cliente irá fazer com os outros 650ml? Temos que ficar atentos à demanda, ao que o público que vai começar a beber vinhos consome e oferecer as soluções. Se não fizermos isso, deixaremos outras indústrias chegarem no coração desse potencial cliente.

Nossas embalagens remetem
à sofisticação e glamour

Fabiano Ruiz, Diretor Executivo,
Henkell Freixenet

A embalagem é um dos principais atrativos para o público. Em 2018, trouxemos ao Brasil o Freixenet Prosecco em uma embalagem especial que se assemelha ao bico de jaca. Por conta do sucesso de vendas e pela grande aceitação do consumidor, em 2019 trouxemos o espumante Italian Rosé. Os rótulos rapidamente se tornaram icônicos na companhia, sendo muito relevantes para ocasiões especiais, como casamentos e celebrações. Em 2020, inovamos e trouxemos ao Brasil os Italian Wines, nas versões tinto, branco e rosé – extensões da linha Freixenet Prosecco & Italian Rosé. Rapidamente os produtos se tornaram um dos mais vendidos da companhia, somando qualidade com embalagens que remetem a sofisticação e glamour.

A embalagem é essencial para o negócio vinícola, sendo a diversificação de produto e embalagens imprescindível para se atingir um público maior e cada vez mais aberto a novidades

Arthur Stringhini, Diretor, Zegla

A embalagem é essencial para o negócio vinícola, sendo a diversificação de produtos e embalagens imprescindível para atingir um público maior e cada vez mais aberto a novidades, como é o caso dos vinhos e dos espumantes em latas, prático, casual e 100% reciclável. O formato já está consolidado no exterior, no Brasil é uma experiência que está dando certo.

O design é um elemento diferenciador de produtos e,
muitas vezes, é o fator que leva o consumidor a escolher
determinado vinho

Catarina Peres, Corporate Communication Manager,  Verallia LatAm

Além de proteger a bebida, a garrafa de vidro ajuda o consumidor a identificar que tipo de vinho contém. O design é um elemento diferenciador de produtos e, muitas vezes, é o fator que leva o consumidor a escolher determinado vinho. É possível investir numa embalagem com design diferenciado para conquistar mais apreciadores do vinho.

A Verallia está sempre em busca de soluções tecnológicas inovadoras para seus clientes e, nesse sentido, desenvolvemos a linha EGO, que atende a demanda de vinhos sofisticados, mas sem quebrar o compromisso com o meio ambiente. Graças a seu efeito ótico, a picura acentuada (61 mm) faz com que o produto se assemelhe às garrafas maiores e mais pesadas. As garrafas dessa linha contam com gargalo VEO (Verallia Easy Open). Sua marca permite cortar e remover facilmente a parte superior da cápsula, conservando o aspecto estético da garrafa, mesmo depois de aberta.

A linha ECOVA, cujo nome é inspirado na união das siglas ECO (Ecologia) e VA (Valor agregado), é outro exemplo. Elas são até 30% mais leves do que as tradicionais, sem perder qualidade e resistência, o que possibilita a otimização dos custos de logística, já que são transportadas em maior quantidade por caminhão – cerca de mil garrafas a mais.

A embalagem é o primeiro contato com o consumidor, desempenhando uma função de proximidade e desejo, ela é o ponto de partida nos pontos de venda, ao estar nas gôndolas, capturando a atenção
de quem está ao seu redor

Catherine Petit, Diretora Geral, Moët Hennessy do Brasil

A embalagem é o primeiro contato com o consumidor, desempenhando uma função de proximidade e desejo. Ela é o ponto de partida nos pontos de venda, ao estar nas gôndolas, capturando a atenção de quem está ao seu redor. Nesse sentido, há diversos meios de comunicação entre a embalagem e o consumidor, o principal deles é o design, que representa a nossa identidade – a excelência Chandon –, a qualidade e herança de nosso espumante. O design transmite vários significados, em meio a eles mensagens visuais com a finalidade de influenciar o consumidor em sua realização de compra. O design proporciona – através de sua forma aparente – o diferencial visível a elas, isto é, este desejo que nós tanto buscamos.

Antes de degustar o vinho, a embalagem é responsável por criar uma imagem perante o consumidor, o que a torna essencial e requer planejamento, pois se trata de uma ferramenta de marketing capaz de atrair o consumidor, criando uma comunicação direta com ele

Adriano Miolo, Diretor Superintendente, Vinícola Miolo

A embalagem tem relação direta com o consumidor. Além de proteger e conter o produto, tem um importante papel de comunicar, além de sua utilidade. Antes de degustar o vinho, a embalagem é responsável por criar uma imagem perante o consumidor, o que a torna essencial e requer planejamento, pois se trata de uma ferramenta de marketing capaz de atrair o consumidor, criando uma comunicação direta com ele. No caso do vinho, a variedade de rótulos é imensa, o que confere à embalagem ainda mais valor. Também é importante destacar a variedade de formatos para atender as necessidades dos brasileiros que estão redescobrindo as facilidades do Bag in Box, assim como optado, ainda, pelas meias garrafas.

A embalagem torna o produto mais atraente, de modo a despertar maior interesse do consumidor

Alexandre Angonezi, Diretor Executivo, Vinícola Garibaldi

A embalagem torna o produto mais atraente, de modo a despertar maior interesse do consumidor. Temos um case emblemático nesse sentido: reformulamos um item da linha de frisantes, o Relax, dando novas características ao produto e novo visual, mais moderno e diferenciado. Estimávamos um crescimento nas vendas na casa dos 40%. O resultado: crescimento de 150%.

Dependendo da ocasião, o consumidor busca conveniência, a embalagem tem grande papel nesse sentido

Luciano Lopreto, Diretor, Vinícola Góes

A embalagem além de ser a carta de apresentação do produto, carrega muito da magia e encanto. Quando consome seu vinho, o consumidor quer também entender a história daquele produto e se preocupa com a experiência que ele proporciona. A embalagem é e será uma grande ferramenta para propiciar esta entrega. Além disso, dependendo da ocasião, o consumidor busca conveniência, a embalagem tem grande papel nisso. Finalmente, a linguagem de embalagem, rótulos e afins é fundamental para atingir diferentes públicos. Aqui vale o exemplo dos vinhos em lata, que estão apontando para embalagens mais descontraídas e descomplicadas, mirando um público mais jovem, que ainda não tem hábito do consumo de vinho.

Temos que estar atentos ao consumidor, suas necessidades
e como está consumindo

Jeronimo Mioranza, Diretor, Vinícola Mioranza

Temos que nos adaptar às mudanças de consumo e estar atentos ao consumidor, suas necessidades e como está consumindo. Esses são os desafios que temos e precisamos buscar melhorias para conquistar esse público.

Com a embalagem é possível desmistificar o vinho e popularizar mais o consumo

Deunir Argenta, Diretor, Vinícola Luiz Argenta

A embalagem tem papel relevante desde a questão de atratividade, quanto na questão de informação ou na praticidade do consumo. A embalagem deve informar e facilitar ao máximo para o consumidor. Desta forma é possível desmistificar o vinho e popularizar mais o consumo.

Siga-nos nas Redes Sociais:

Linkedin Instagram Youtube Facebook 

 

Deixe seu comentário