Muito além da inovação

O E80 Group caminha a passos largos para levar o futuro para dentro das fábricas e centros de distribuição com soluções avançadas que garantem flexibilidade, eficiência e segurança operacional às empresas

Por Carlos Donizete Parra

Luca Guidetti, Head of Sales & G.M. Brazil do E80 Group

Engarrafador Moderno – Quais são as vantagens relativas à implementação dos sistemas de armazenamento do E80 Group?

Luca Guidetti – A implementação dos sistemas de armazenamento automáticos do E80 Group oferece inúmeras vantagens para fábricas e centros de distribuição, principalmente nos setores de alimentos, bebidas e papel tissue; melhoramento na gestão dos fluxos de produção com base na demanda real do mercado, redução de erros e tempos de expedição, otimização do espaço disponível no armazém.

Nossas soluções também são integradas com os veículos automáticos guiados a laser (LGV/AGV), que oferecem uma gestão just-in-time das operações de armazenamento e picking, eliminando engarrafamentos e garantindo total rastreabilidade dos produtos movimentados.

Qual a eficiência e quais são as principais vantagens desses sistemas?

Luca Guidetti – O portfólio do nosso Grupo inclui armazéns automáticos de alta densidade com shuttles ou transelevadores que interagem perfeitamente com nossos veículos automáticos guiados a laser e com todos os sistemas. O AVS/RS SmartStore® oferece armazenamento de paletes em várias profundidades com movimentos independentes em cada nível; a combinação de shuttles e satélites garante excelente desempenho em total segurança. O AS/RS Crane Store® caracteriza-se pela utilização de transelevadores equipados com dispositivos automáticos de movimentação de produtos em armazenagem simples, dupla ou multi-profundidade. Como podem operar em alturas impressionantes de mais de 40m, esses sistemas automáticos aumentam significativamente a capacidade de armazenamento por unidade de superfície. Também as soluções de armazenamento tradicionais automatizadas com LGV otimizam a gestão, os fluxos, as operações e os custos da logística interna da planta, desde o processamento até a expedição, passando pelo final de linha. Isto traduz-se num aumento da segurança, flexibilidade, escalabilidade das soluções e na garantia da rastreabilidade completa dos produtos terminados e das matérias-primas.

Eagles T.R.A.Y.S. – Tridimensional Robotic Assortment Yard System

A partir de qual tamanho de empresa ou unidade de SKU é recomendado um sistema deste nível?

Luca Guidetti – Atuando principalmente com médias e grandes empresas, nossas soluções são totalmente flexiveis e escaláveis, além de ser customizadas para as necessidades específicas de cada cliente; portanto, o tamanho da empresa e o número de SKUs não são elementos relevantes para projetar um sistema de armazenamento. A necessidade de inovar, para crescer de forma cada vez mais modular, sustentável e segura, é o ponto de partida para qualquer projeto de automação e integração.

O sistema é totalmente automatizado ou pode ser híbrido?

Luca Guidetti – Nossas soluções de armazenamento podem ser totalmente automatizadas ou híbridas, podendo ter interface com veículos conduzidos por operadores. Graças ao nosso software SM.I.LE80, somos de fato capazes de gerenciar, integrar e supervisionar de forma segura todas as operações intralogísticas, automáticas e manuais, em constante comunicação com o ERP do cliente.

O sistema é fácil de usar? A interface homem-máquina é simples de integrar?

Luca Guidetti – Todas as operações dentro de uma fábrica são integradas por nossa plataforma de software, SM.I.LE80, que coordena e supervisiona os fluxos intralogísticos desde a entrada de matéria-prima até às expedições e carregamento dos caminhões; o armazém torna-se um elemento comunicante e integrado com os processos a montante e a jusante, maximizando a eficiência das linhas de produção e os níveis de serviço ao mercado.

Com base nas necessidades de aplicação das empresas, o SM.I.LE80 gera os fluxos intralogísticos e os sistemas de hardware, integra as operações manuais e automáticas, comunica com o sistema de gestão da fábrica do cliente (ERP) e supervisiona o desempenho de toda a solução em tempo real. O cliente pode verificar o desempenho de sua fábrica e/ou centro de distribuição a qualquer momento através da interface de usuário 3D, online e responsiva à web também para telefones celulares, oferecendo a oportunidade de identificar prontamente qualquer problema ou criticidade e verificar facilmente o status dos sistemas e o estoque em armazém.

E como suas soluções de intralogística afetam a eficiência geral do sistema?

Luca Guidetti – O nosso Grupo oferece soluções end-to-end que permitem às empresas responder às exigências do mercado, adaptando-se ao longo do tempo às mudanças, cada vez mais rápidas.

A automação e integração de processos ajuda a transformar fábricas e centros de distribuçâo em espaços mais confiáveis, seguros e produtivos com efeitos em cascata que contribuem para tornar mais eficiente toda a cadeia de suprimentos.

Todos os sistemas são criados após uma análise cuidadosa dos objetivos de negócio do cliente tendo em conta todas as variáveis envolvidas. No caso de Brownfields, por exemplo, implementamos a solução ideal após um estudo cuidadoso do existente – graças também à nossa ferramenta de virtualização de fábrica ‘3D Mapping’ que nos permite identificar antecipadamente quaisquer problemas críticos – analisando o tipo de produto a ser armazenado e os fluxos. Também usamos nosso software de simulação SmartDesigner em muitos casos, que permite comparar diferentes cenários de um mesmo projeto, analisando o desempenho de todo o sistema e validando as lógicas de gestão mais adequadas, com um índice de confiabilidade superior a 95%.

O portfólio do E80 Group inclui armazéns automáticos de alta densidade com shuttles ou transelevadores que interagem com veículos automáticos guiados a laser e com todo o sistema

Uma das bandeiras do E80 Group é a inovação. Quais são as principais novidades do Grupo nos últimos anos?

Luca Guidetti – Para nós é fundamental ouvir com atenção e muitas vezes até antecipar as necessidades do mercado; por isso investimos constantemente em Pesquisa e Desenvolvimento, levando a fronteira da automação logística além dos limites atuais, favorecendo a inovação industrial.

No campo dos armazéns automáticos de alta densidade, desenvolvemos recentemente uma solução de armazenamento que combina transelevadores e satélites para oferecer alta velocidade e flexibilidade na gestão de um grande número de SKUs. Nossa equipe também está trabalhando em um projeto de automação para picking de encomendas multiformes e multidimensionais para fábricas e centros de distribuição de bens de grande consumo: EAGLE T.R.A.Y.S. – Tridimensional Robotic Assortment Yard System. Esta tecnologia inclui AGV e sistemas robóticos que, através de uma garra universal, sistemas de visão e comunicação com o software SM.I.LE80, compõem e decompõem paletes de produtos e embalagens não homogêneos para responder às necessidades cada vez mais específicas e variáveis do mercado.

Como o sistema logístico do E80 Group contribui para a sustentabilidade das empresas?

Luca Guidetti – A integração de todos os processos com nossas mais recentes tecnologias transforma as fábricas de nossos clientes em um ambiente mais seguro e sustentável. Em primeiro lugar, desenvolvemos sistemas inteligentes que elevam o nível de segurança, atendendo e superando os padrões internacionais estabelecidos pelas normas vigentes. Além disso, em termos de impacto ambiental, o uso de veículos automáticos reduz significativamente a pegada de carbono, o consumo de eletricidade, os custos operacionais e intervenções de manutenção em comparação com o uso de esteiras transportadoras ou veículos manuais. Outro ponto forte é o serviço de atendimento digital 24 horas por dia, 7 dias por semana; isso garante a continuidade das atividades dos clientes em todo o mundo e a redução das intervenções no local por nossa equipe técnica: desde 2015, elas diminuíram 40%. Por fim, graças à integração entre soluções de armazenamento e os LGVs, E80 Group otimiza a distribuição de mercadorias e oferece gerenciamento just-in-time das expedições, reduzindo o tempo de parada dos caminhões na planta e diminuindo ainda mais os níveis de emissão de dióxido de carbono.

A Indústria 4.0 tornou crucial a integração entre os vários atores da cadeia de suprimentos, explicando as vantagens
decorrentes da coleta e análise de dados

Quais são os projetos e fábricas mais avançados nesse sentido no Brasil? E no mundo, quantos projetos desse porte já foram concluídos?

Luca Guidetti – No Brasil já atuamos em várias fábricas e setores diferentes, mas com certeza entre os projetos mais avançados podemos mencionar a fábrica da Valgroup em Recife (PE), uma fábrica de preformas totalmente automatizada desde o processo de produção, armazenamento até a expedição do produto acabado, e a fábrica da Coca-Cola Andina no RJ, benchmark no Sistema Coca-Cola não só no Brasil mas no mundo inteiro, onde toda a movimentação e gestão de matérias primas, insumos e produto acabado são executados e controlados pelo nosso software através de LGVs.

Não posso deixar de mencionar nosso maior e mais avançado projeto de automatização de Centro de Distribuição do País e das Américas na empresa Química Amparo, melhor conhecida pela sua marca Ypê.

Nesse projeto foi automatizado o processo inteiro do CD, desde o recebimento de carga das Unidades de Produção com descarregamento automático direto dos caminhões, o armazenamento do produto em um armazém automático AS/RS Crane Store® por meio de LGV’s tipo Quad, separação de produtos através de Picking robotizado e preparação das cargas para expedição em docas tramite LGV’s tipo Reach. Tudo gerenciado pelo software SM.I.LE80 do E80 Group.

Nos últimos 20 anos, E80 Group desenvolveu mais de 350 Fábricas Inteligentes em todo o mundo, instalando mais de 2.500 sistemas robóticos, 6.500 AGVs e LGVs e, desde 2016, 40 armazéns automatizados de alta densidade.

Siga-nos nas Redes Sociais:

Linkedin Instagram Youtube Facebook 

 

Deixe seu comentário