Brasileiros consomem mais marcas próprias

Crise econômica está entre os fatores que levaram o consumidor a rever seus hábitos de compra

Pesquisa realizada pela Nielsen apontou que no último ano, os lares brasileiros aumentaram o consumo de marcas próprias em 15,6%. Hoje elas estão presentes em 64,9% dos lares, sendo que 48% desse crescimento é formado por novos compradores. Com isso, tivemos uma ascensão de 28% no número de itens de marcas próprias comercializados nos mercados.

“Em 2016, foram lançadas 58 novas marcas próprias, sendo 51 delas de varejistas regionais, o que corresponde a 2.190 novos produtos, distribuídos em 148 categorias”, explica o coordenador de atendimento da Nielsen, Jonathas Rosa.

A presidente da ABMAPRO, Neide Montesano explica que as Marcas Próprias seguem em ascensão e com atributos cada vez mais conhecidos e valorizados pelos consumidores. “Para os varejistas que as detêm, é preciso que invistam em um posicionamento de destaque no ponto de venda, de modo a agregar valor ao produto”, diz. “Já para o consumidor, é a possibilidade de adquirir um produto de qualidade por preços justos; ou seja, todos ganham”, conclui.

MARCAS PRÓPRIAS É ALTERNATIVA EM PREÇO, DESTAQUE NAS CATEGORIAS MAIS IMPORTANTES

 

Deixe seu comentário