Modernidade e rapidez no envase

A linha de envase de refrigerantes e água da nova fábrica da Coca-Cola Andina representa o que há de mais moderno e mais rápido no mundo.

A linha de refrigerante é a maior do mundo (37.000 garrafas por hora para 2 litros – Coca Cola) e da mais alta tecnologia, usando, além disso, o conceito ERGOBLOC L (combinação de várias máquinas blocadas: sopradora, rotuladora, enchedora e tampadora). “Além de tudo isso, o que nos motiva é que esse é o primeiro ERGOBLOC L instalado no Brasil e, de uma só vez, instalamos dois na mesma planta (1 para refrigerante e outro para produção de água mineral)”, comemora Silvio Rotta, diretor comercial da Krones.

Tribloco é o termo popularmente usado para esse conjunto de equipamentos, mas a Krones reconhece para esse tipo de combinação de máquinas o ERGOBLOC L, pois segundo a empresa não se trata apenas de conectar ou juntar 3 máquinas.

O termo ERGO vai muito além, pois vem de Ergonomia, em que uma só pessoa pode operar todas as máquinas. Além disso,o sistema propicia uma atuação muito mais eficiente e a vista da linha como um todo.

“Se voltarmos há 10 anos, uma linha de refrigerante de 24.000 garrafas por hora existente em muitas fábricas(era uma linha considerada de grande volume para a época), era composta praticamente por seis equipamentos a mais para fazer o mesmo trabalho de um ERGOBLOC L, com muito mais operadores, maior custo de energia, ocupando muito mais espaço e com mais manutenção, sendo que também devemos levar em conta a diferença de produção (37.000 gph x 24.000 gph). Ou seja, o custo total do produto, produzido em uma linha ERGO, tende a ser muito menor se comparado com linhas convencionais ou mesmo em bloco sopradora, enchedora e tampadora”, finaliza Silvio Rotta.

Veja matéria completa no site: https://engarrafadormoderno.com.br/materia-principal/um-modelo-do-mais-puro-conceito-de-fabrica-4-0

Deixe seu comentário