Energia solar na indústria de erva-mate

A Erva-Mate Gheno se tornou a primeira ervateira brasileira autossustentável em energia, ao investir em eletricidade produzida a partir da luz do sol, ou energia fotovoltaica.

Os 62 módulos de painéis fotovoltaicos dão uma capacidade total instalada de 16,43 kWp e mais seis módulos ainda serão instalados, ampliando a potência para 18 kWp, além de um inversor maior, possibilitando uma margem de ampliação na geração de energia em 36%. Ao longo de 25 anos de operação, o sistema poderá evitar a emissão de 308.185 kg de CO2, o que equivale a um carro 1.0 ter rodado 174.116 km, 566 árvores terem sido plantadas ou a “Pegada de Carbono” de seis pessoas.

“A empresa que implantou o sistema fez um estudo e descobriu que somos os primeiros ervateiros a utilizar a energia solar para abastecer todo o parque de máquinas”, conta Gilnei Gheno, diretor da Erva-Mate Gheno. A ervateira é uma das 17 fornecedoras de erva-mate da Leão Alimentos e Bebidas, empresa líder de mercado com mais de um século de história e tradição na indústria de chás.

A Leão Alimentos e Bebidas busca se aprimorar em um modelo de negócio sustentável, que pauta suas diretrizes de responsabilidade ambiental em suas operações e estimula sua cadeia de suprimentos a seguir o mesmo caminho. “Sabemos do empenho da Leão em produzir com qualidade e sustentabilidade. Como a Leão é hoje um dos nossos principais clientes, decidimos trilhar esse mesmo caminho”, explica Gilnei.

A história da Erva-Mate Gheno começou com João Gheno, o patriarca da família, que fez o primeiro plantio de erva-mate em 1978. Foi apenas em 2006 que dois dos nove filhos, Gilnei e Carlos, decidiram industrializar a erva-mate, realizando o sonho do pai.

A ervateira está baseada em Concórdia, cidade do oeste catarinense localizada a 450 km da capital Florianópolis, eleita como a cidade com o melhor índice de desenvolvimento do Estado de Santa Catarina e a 6ª melhor do Brasil pelo IFDM (Índice Firjan de Desenvolvimento Municipal).

“Concentramos a compra de matéria-prima em fornecedores melhor estruturados e com capacidade de atender tanto os nossos altos padrões de qualidade e segurança de alimentos para o fornecimento de matéria-prima, como empenhados em seguir evoluindo em práticas sustentáveis em suas operações. Estamos constantemente buscando fornecedores com melhor aptidão técnica e com a infraestrutura mais adequada, estimulando e trabalhando em parceria no desenvolvimento de boas práticas de produção agrícola, responsabilidade ambiental, social e desenvolvimento econômico. A instalação da planta de energia renovável na Erva-Mate Gheno certamente é um fator de diferenciação que vem ao encontro de nossas premissas de responsabilidade ambiental”, ressalta Fabiano Rangel, gerente Institucional e de Desenvolvimento Sustentável da Leão Alimentos e Bebidas.

“A parceria com a Leão nos permitiu diversos investimentos em nossa unidade. E nesse ultimo semestre triplicamos nossa capacidade de secagem e finalizamos o ano inaugurando a mini usina fotovoltaica para gerar energia sustentável para nossos processos”, completa Gilnei Gheno. Os ervais e o parque maquinário da Erva-Mate Gheno ficam ao lado do Parque Estadual Fritz Plaumann, área de preservação ambiental de 741 hectares, às margens do Rio Uruguai.

Deixe seu comentário