Ambev investe R$ 150 milhões em proteção do meio ambiente

Carlos Brito, CEO da AB InBev, comenta esforços para combater mudança climática

Nos últimos cinco anos, a cervejaria Ambev, dona de marcas como Skol, Brahma, Antarctica e Guaraná, destinou mais de R$ 150 milhões para projetos ambientais em suas unidades. Com a ajuda desse investimento, ainda em 2015 a cervejaria bateu a meta global estabelecida para 2017 de usar ao máximo 3,2 litros de água para cada litro de bebida envasado. No último ano, a cervejaria foi ainda mais longe e chegou a 3,04 litros. A redução, em comparação a 2015, foi de 4,1%.

O aporte também serviu para reforçar iniciativas que fazem com a cervejaria praticamente não produza lixo. Hoje, a Ambev reaproveita mais de 99% dos seus subprodutos. O bagaço do malte e o fermento residual, por exemplo, viram ração animal, enquanto a terra infusória que seria descartada é utilizada como matéria-prima na fabricação de tijolos. Já o lodo proveniente das estações de tratamento de efluentes vira adubo orgânico.

Além do trabalho que já vem sendo feito para diminuir o impacto de sua operação no meio ambiente, a Ambev abraçou o compromisso de comprar 100% de sua eletricidade de fontes renováveis até 2025. O novo desafio faz parte de uma meta global, estipulada pela Anheuser-Busch InBev, grupo do qual a Ambev faz parte. “A mudança climática é a questão mais urgente que o nosso planeta enfrenta e pode ser resolvida por meio de uma ação concentrada entre governos, sociedade civil e empresas. Nós, da AB InBev, estamos empenhados em fazer a nossa parte”, afirma Carlos Brito, CEO da Anheuser-Busch InBev.

Em comemoração ao Dia Mundial do Meio Ambiente, a Ambev todas as cervejarias da companhia promovem uma série de ações de conscientização ambiental envolvendo seus funcionários, parceiros, agentes do terceiro setor e comunidade local.

A cervejaria de Aquiraz (CE), por exemplo, destinará parte do efluente tratado pela cervejaria para duas fazendas vizinhas com o objetivo de auxiliar na criação de tilapia e para irrigação. Já a cervejaria da Amazônia realiza limpeza das margens do Igarapé. Cerca de 70 pessoas estão envolvidas, entre funcionários, familiares, parceiros e comunidade local. Em 2016, essa ação permitiu a retirada de 1.500 quilos de lixo da região.

Em São Paulo, a cervejaria da Ambev em Jaguariúna vai promover um mutirão para o plantio de mudas nos arredores da Bacia Jaguariúna, com o objetivo de preservar a mata ciliar da região. Já em Cuiabá (MT), a companhia vai engajar as escolas da região em uma gincana ecológica. A expectativa é que a ação retire 1 tonelada de resíduo das ruas da cidade.

Ao todo, mais de 5 mil trabalhadores da Ambev vão participar ativamente das iniciativas. Considerando as iniciativas promovidas por todas as cervejarias, só nesta semana, cerca de 4.800 mudas serão plantadas com o intuito de preservar nascentes, rios e revitalizar praças. 20 escolas serão impactadas por ações voltadas à de educação ambiental e, além disso, a companhia vai oferecer palestras internas e externas que visam conscientizar sobre a importância do descarte correto de resíduos sólidos.

Deixe seu comentário