Piracicaba realiza evento sobre Cachaça

A startup Smart Yeast, empresa incubada da Esalq-Tec Incubadora Tecnológica, em colaboração com o Parque Tecnológico de Piracicaba promove o Simpósio da Cachaça

Dias 22 e 23 de setembro, especialistas e produtores discutirão temas sobre tendências e inovação relacionados ao terceiro destilado mais consumido no planeta.

Pesquisa e inovação. Quais são as tendências de mercado? O que fazer para melhorar a produção? Como entender e agradar o consumidor? Como vender o seu peixe em um universo com quase cinco mil rótulos a disposição de um consumidor cada vez mais exigente? Estas são algumas das perguntas que serão respondidas pelos especialistas que participarão do evento.

Reunindo muita gente renomada, o evento contará com a presença de Leandro Marelli, especialista em produção de cachaça de qualidade, além do bartender Laércio Zulu, citado como gestor de um dos melhores bares de São Paulo para se tomar cachaça.

A forma de se produzir cachaça em determinadas regiões pode influenciar no produto final? E isso tem a ver com fatores, por exemplo, ligados à fermentação de sua cachaça? Estas respostas serão dadas por Cauré Portugal (Smart Yeast) e Felipe Serafim, que abordarão temas a respeito da fermentação, do terroir e da tipificação química como impressão na busca da identidade da cachaça.

A palestra ministrada por Jairo Martins nos levará por um passeio pela cultura e história da cachaça.

Leandro Dias, proprietário da Cachaça Middas falará em sua palestra como aumentar as vendas de cachaça em 10 vezes com apenas uma estratégia. E João Alves Almeida trará 7 preciosas dicas para proporcionar ao consumidor uma boa experiência com cachaça.

Profissionais do SEBRAE e da APEX falarão sobre a legalização do empreendimento de cachaça e como adequar seu negócio e seu produto para exportação. A empresa TruckVan traz o Alambique-Escola Brasil, uma unidade móvel que levará aos produtores e suas equipes o conhecimento necessário para produzirem cachaça com qualidade. Renato Frascino realizará duas palestras no Alambique-Escola, abordando questões como os defeitos mais encontrados e a influência das madeiras que agregam valor ou defeitos ao destilado.

O autor do livro Ave, Cachaça!, Chico Villela, contará sobre a coleta e resgate histórico e iconográfico de memórias sociais em torno do universo da cachaça.

Maria das Graças Cardoso (UFLA) abordará tema a respeito de contaminantes em cachaça e Mathews Krambeck (UFV) falará sobre tendências e inovação na detecção desses compostos, aliando tecnologia digital e informação para o produtor.

Ana Laura Guimarães falará sobre o Cachaciê, um projeto multiplataforma que une inovação e tradição para o fomento do consumo de cachaça.

Além disso, outros especialistas também abordarão assuntos como cultivares de cana-de-açúcar, produção orgânica, importância do solo na qualidade do produto e impacto sócio-econômico das certificações geográficas de cachaça.

No dia 22 de setembro à noite, será realizado o primeiro Encontro Aberto da Confraria Paulista da Cachaça do interior, que acontecerá no espaço diferenciado da Usina de Inovação – Monte Alegre. O encontro proporcionará ao público uma degustação comentada de rótulos selecionados de cachaça e um momento único para integração e troca de experiências.

Deixe seu comentário