A fábrica de bebidas do futuro

Inspirados nas tecnologias digitais da Indústria 4.0 e procurando atender
as demandas dos fabricantes de bebidas, os fornecedores apresentaram
inovações em equipamentos, embalagens, ingredientes e serviços

| CARLOS DONIZETE PARRA |

O mundo digital está revolucionando todos os setores industriais e na área de bebidas isso não poderia ser diferente. Diversas inovações apresentadas na drinktec, realizada em Munique, Alemanha, em setembro, estão no rumo da indústria 4.0, trazendo benefícios como aumento da produtividade, flexibilidade e redução de custos. Os robôs utilizados pelas montadoras de automóveis para colocação de pára brisas, solda de portas, entre tantas outras operações, também são incorporados em equipamentos que integram as linhas de envase mais modernas em operação no mercado mundial. Utilizados, principalmente, para o final de linha, esses robôs já fazem parte dos processos de paletização/despaletização, encaixotamento/desencaixotamento de garrafas.

Uma outra geração de robôs, chamados de colaborativos, começa a chegar ao Brasil e promete dar o que falar. A diferença desses robôs é que eles já podem conviver harmoniosamente com os operadores sem a necessidade de grades de proteção ou outras medidas de segurança. O avanço da inteligência artificial permite a esses robôs trabalharem em ambientes caóticos e imprevisíveis. São capazes de realizar tarefas com alto nível de autonomia. O robô autônomo pode trabalhar períodos prolongados de tempo sem intervenção humana. Um sonho para gerentes de produção e empresários da indústria. Já imaginou o que isso significa? Não tem feriado, fim de semana nem tampouco férias e afastamento por problemas de saúde. O robô autônomo trabalha de dia ou à noite, e com um detalhe: com a luz apagada, ou seja, o danado ainda economiza energia elétrica.

E não precisa se preocupar com a segurança no ambiente de trabalho, se ele perceber a presença de uma pessoa ele age de maneira segura reduzindo a velocidade da operação e quando percebe que o funcionário se afastou acelera novamente, e se necessário interrompe a operação para evitar qualquer tipo de problema.

Revolução nos conceitos de produção

A Sidel apresentou em seu estande na drinktec, o Robotic, um robô colaborativo desempenhando funções de retirada de garrafas excluídas da linha de envase. O robô separa as garrafas em um palete, leva para outro ambiente e passa a executar uma nova operação e, assim sucessivamente, vai executando operações repetitivas e exaustivas que não precisam do ser humano. Os robôs colaborativos são compactos e podem trabalhar ao lado das pessoas aliando segurança, produtividade e economia. O robô desenvolve tarefas repetitivas, minuciosas,por vezes executadas em ambientes insalubres, barulhentos e pouco recomendados para o ser humano. É a tecnologia de robótica mais avançada utilizada para a automação de postos de trabalho em todo o mundo.

A Sidel aproveita a expansão da Indústria 4.0 para lançar diversos equipamentos e serviços, entre eles a plataforma Agility, que já foi apresentada ao mercado, mas que vem passando por upgrades constantes com o objetivo de satisfazer as demandas atuais. O Agility tem como base cinco pilares: a Fábrica Virtual, Fábrica Inteligente, Fábrica conectada, Fábrica Sustentável e Fábrica Ampliada.

O Aqflex da Sidel permite a acumulação de garrafas sem contato e sem ruído. O equipamento é parte fundamental para integração e concepção de fábricas inteligentes

A Sidel e a GeboCermex, parte do Grupo Sidel, surpreenderam pela variedade de equipamentos, acessórios e serviços apresentados em um estande funcional e muito agradável de ser visitado.
Os conceitos de produção empregados pela Sidel demonstram sua preocupação em oferecer soluções que possam atender aos desafios de diversidade e personalização de produtos demandados pelo atual consumidor de bebidas.

Para garantir agilidade e ser capaz de processar uma grande variedade de produtos, bem como pequenos volumes em prazos bem curtos, a Sidel apresentou o conceito de “Fábrica Extendida”, que permite aos produtores mais flexibilidade, personalização de produtos com excelentes níveis de desempenho produtivo.

E, para isso, as linhas usam o novo conceito de “layout desmaterializado”,onde os equipamentos individuais continuarão a ser utilizados,mas sem estarem conectados entre si. Os sistemas ciber físicos, um dos princípios da Indústria 4.0, são ilhas autônomas de produção inteligente, que podem ser montadas ao lado das linhas de alta capacidade e das linhas de formato individual. O objetivo final é oferecer liberdade total de fluxos e permitir que embalagens sejam direcionadas de um ponto a outro proporcionando menos trocas de formato nas máquinas e linhas. Outra vantagem é redução do número de máquinas necessárias em uma linha de envase, diminuindo o Capex (investimento em bens de capital).

Todo esse conceito pode ser aplicado para lotes unitários, sabores sortidos num mesmo pack, promocionais etc. Ao optar por esse modelo de manufatura,os produtores de bebidas atingem maior flexibilidade com possibilidade de oferecer mais personalização ao consumidor final.

Na fabrica do futuro apresentada pela Sidel com o layout desmaterializado, não são utilizados transportadores e, para isso a linha associa o AGV com o Aqflex. O AGV leva uma mesa com as embalagens de produtos que serão envasados até os equipamentos que farão o processo. Tudo automático com mais agilidade e flexibilidade. Essa fábrica do futuro, ainda está em projeto, um piloto será apresentado na drinktec 2021.

Entre os equipamentos dessa linha já disponíveis no mercado, o Aqflex é, sem dúvida, um dos principais desenvolvimentos para o setor de bebidas. O equipamento recebe as garrafas e separa em fileiras. O Aqflex faz a acumulação das garrafas, evitando o contato entre elas, diminuindo o risco de quebra e Scufex das garrafas.

A Sidel e a GeboCermex apresentaram evoluções em todo portfólio, como na Sidel Super Combi – mais higiênica, segura, flexível, ágil e com menor custo de produção; Heroblock – um quadribloco que sopra, enche, tampa e rotula; injetora de tampas; impressora digital, embaladora EvoFilm, SuperCombi – um tribloco com sopradora mais rotulagem mais enchimento. Esse equipamento tem alimentador de preforma mais ergonômico, seguro e que oferece maior confiabilidade e flexibilidade.

Foco na digitalização

Em um estande de 10 mil metros quadrados, a Krones apresentou uma série de inovações em processos de fabricação de bebidas, máquinas, equipamentos, linhas de envase e embalagem, sistemas de intralogística e de tecnologia da informação.

As principais novidades da Krones na drinktec estão baseadas na digitalização, permitindo uma produção mais flexível, eficiente, sustentável e com melhores resultados para os fabricantes de bebidas. Exemplo disso é o Bottling on Demand, um estudo que demonstra como será possível envasar e embalar produtos de forma segmentada, sem prejuízos à produção. Outra inovação em digitalização é a Share2Act, uma plataforma de rede social para instalações de produção.

Soluções da Krones baseadas na digitalização permitem produção mais flexível

As soluções com foco na digitalização despertaram grande interesse das indústrias de bebidas e fizeram parte do conceito do estande da empresa na drinktec. Com Cloud Computing, Big Data, Smart Data, Internet das Coisas e muito mais, as soluções de digitalização da Krones fornecem dados, conhecimento e comunicação rápida, para aumentar ainda mais a eficiência e explorar ao máximo todos os potenciais ao longo da cadeia de valor. Foram destaques inovações que, deixando uma pegada menor, permitem obter o mesmo rendimento (OEE), tornando possível uma maior individualidade e flexibilidade e conferem sustentabilidade adicional à produção.

O conceito “Bottling on Demand” é composto por uma combinação de enchedora, máquina de impressão direta e transportadores inteligentes. “Bottling on Demand” é uma “instalação de produção do futuro” altamente flexível – um projeto que já simboliza a Industrie 4.0. O conceito apresenta uma opção de enchimento com tamanho de lote 1, cujo produto final pode ser totalmente definido de modo individual, começando com a forma da garrafa, o conteúdo, a tampa, a rotulagem e até mesmo o código RFID – tudo isso através de um aplicativo.

Destaques também para a Dynafill, a enchedora para cerveja mais veloz que existe atualmente no mercado, capaz de envasar uma garrafa em apenas 0,5 segundo; a Cervejaria do Futuro, 100% sustentável no que se refere ao consumo de energia; e a Varioline, uma linha modular de embalagem que permite processar mais de 20 combinações de embalagem em uma única máquina.

A Dynafill reduz o tempo de envase em 50%, substitui o que costumava ser feito em duas máquinas por uma somente. Além de ser veloz, a Dynafill oferece grandes vantagens em termos de qualidade.

O sistema permite que o enchimento seja realizado em uma atmosfera fechada e definida. A ausência de um gás de retorno durante o enchimento evita que o anel seja pressurizado com oxigênio. Além disso, não há nenhum canal aberto após o enchimento.

O número de válvulas de enchimento da máquina foi reduzido de 100 para 66, e isso mantendo um rendimento de 36.000 recipientes por hora. O consumo de CO2 é 20% mais baixo do que com os sistemas convencionais. A Dynafill pode trabalhar com a bebida nos modos coldfill e warmfill (temperaturas de até 30oC) – a duração do processo, é claro, em ambos os casos, fica em menos de cinco segundos, sempre estável. O envase a quente também demanda menos válvulas de enchimento: 66 em vez de 120 (igualmente para 36.000 recipientes por hora).

A Krones apresentou também grandes novidades na linha de válvulas Evoguard, no mixer Contiflow, no esterilizador de tampas e no MicroCube. Estava em exposição um MicroCube com capacidade para 2500 litros por fabrico equipado com um sistema de recuperação de energia que coleta o vapor da fervura, aquece a água e troca o calor com o mosto para economizar energia na fervura. O esterilizador de tampas plásticas pode ser usado para tampas de todos os formatos, utilizando a água como agente de limpeza. Com design compacto e ergonômico, possui inclinação que permite que nem a tampa nem a água fiquem represadas.

Filtração a frio sem pasteurização

A Pall apresentou uma linha completa de sistemas de filtração para diversos tipos de bebidas, com destaque para o equipamento CFS Neo, com capacidade de até 450 hectolitros por hora, utilizado para filtração de cerveja a frio, eliminando de vez a pasteurização.

Reduz o consumo de energia, água e tempo de operação. É simples de ser operado e requer pouquíssima manutenção. A Pall mostrou também uma linha específica de equipamentos para microcervejaria e vinhos.

Sustentabilidade e eficiência nas linhas de envase

O sistema 3D Trasar for CIP da Ecolab gera dados que são transformados em informações permitindo aos gerentes das fábricas de bebidas obterem mais produtividade e qualidade em suas linhas de envase.

O sistema monitora todos os índices através dos pilares: eficiência, custos, qualidade e consistência, sustentabilidade e produtividade. Através de sensores instalados nas linhas de produção e conectados aos computadores da planta e da Ecolab, um software transforma os dados em informações para o desenvolvimento de um report de auditoria completa da linha. Uma ferramenta poderosa para redução do consumo de lubrificantes de esteiras, água e outros insumos. E, principalmente, uma importante ferramenta para a sustentabilidade nas linhas de envase de bebidas.

Outros destaques apresentados pela Ecolab na drinktec foram o Track Care, acessório para limpeza e lubrificação de transportador aéreo de Ref PET, descartável com duração de um percurso. Além de reduzir o Scufex e Scufex Cold, utilizado para envase a quente e a frio.

Excelência em rotulagem

Com crescimento de dois dígitos ao ano desde 2010, a P.E.Labellers vem fazendo grandes investimentos em suas fábricas na Europa para suportar uma produção de mais de 500 máquinas por ano e oferecer aos clientes produtos inovadores e de qualidade excelente.

Uma linha completa de rotuladoras foi apresentada na drinktec: Modular Plus, Maya, P.E Rolline, P.E. Rollmatic e Adhesleeve.

Especialista em microcervejarias

Com várias plantas fornecidas no Brasil, a Kaspar Schulz tem uma relação de muitas décadas com as microcervejarias e cervejarias em todo o mundo. Na drinktec, a empresa expôs um filtro de vela com capacidade de 15 hl/hora que elimina a utilização de terra diatomácea.

Também apresentou uma sala de brassagem para 20 hectolitros por batelada, além de centrífugas e outros equipamentos.

Produção mais rápida de cerveja

Como sequência do desenvolvimento do Nessie, apresentado em 2016, o Omnium, equipamento fabricado pela tradicional empresa Ziemann Holvrieka, é um processo dinâmico de separação do mosto através de unidades de filtração dispostas em um arranjo do tipo “cascata”. O sparge do extrato é feito paralelamente usando uma extração turbulenta, sendo que a direção do fluxo da água é oposta à direção do fluxo dos sólidos. O processo obtém tempos curtos de produção e impactos bastante positivos em parâmetros de qualidade do mosto, além de ser um fator decisivo também na aceleração da fermentação, proporcionando aumento na capacidade de produção das cervejarias. Graças a otimização da fermentação, as cervejas obtidas com o Omnium apresentam excelente formação de espuma e boa estabilidade de turbidez.

Refrigeração industrial

Criar um ambiente de refrigeração adequado e eficiente é um dos objetivos da Mayekawa em todas as suas linhas de desenvolvimentos. O NewTon é um sistema de refrigeração industrial que oferece confiabilidade baseado em cinco pilares: segurança, alta eficiência, utilização de refrigerantes naturais, controle ótimo e suporte permanente de serviços (manutenção, instalação, peças etc). Entre as vantagens do sistema estão a redução drástica da carga de refrigerante e do consumo de energia.

Outros equipamentos apresentados pela Mayekawa na drinktec foram o VRC, sistema de compressão de vapor para cervejarias e o chiller NHM Package, também recomendado para cervejarias e bebidas em geral. Para as indústrias de laticínios, a empresa apresentou um sistema de geração de água gelada utilizado para o resfriamento da água do processo industrial.

Fundada no Japão em 1924, a Mayekawa está presente no Brasil desde 1968 e, atualmente, está instalada em uma moderna unidade industrial na cidade de Arujá, em São Paulo.

Inspeção industrial: mais segurança para a fábrica

A Heuft é uma das empresas líderes mundiais no desenvolvimento de equipamentos para inspeção industrial. As soluções da Heuft são modulares e facilmente integradas nas linhas de envase de bebidas.

Na drinktec, a empresa apresentou linhas completas de inspeção de garrafas cheias e vazias. Para garrafas vazias o modelo In line II IS inspeciona defeitos na parede da garrafa, rachaduras, acabamento com defeitos na rosca da garrafa, fazendo um exame completo da embalagem em toda sua volta (360o). Além disso, faz a detecção de líquido residual da garrafa.

Para inspecionar garrafas de PET, a Heuft disponibiliza os modelos In line IS, Squeezer II QS, Spectrum II e o Final View II Cap.

Presente no mundo todo, a Heuft oferece soluções completas de inspeção industrial com tecnologia de última geração proporcionando aos clientes confiabilidade e segurança nos processos de produção e envase. Os equipamentos da Heuft podem ser aplicados em garrafas cheias ou vazias, de vidro, PET ou lata. A Heuft utiliza tecnologias com câmera e raio-X, além de softwares e hardwares para monitoramento de tarefas e geração de informações para melhorar a eficiência geral do sistema.

Orientada para o futuro

Também fortemente orientada pelos conceitos da Indústria 4.0, a KHS apresentou uma série de soluções para as indústrias de bebidas com benefícios relacionados à sustentabilidade, flexibilidade e eficiência das operações de fábrica.

Form Fill da KHS sopra e envase a garrafa em um só processo

Em um ambiente separado e totalmente fechado, a KHS mostrou o projeto Form Fill, um novo conceito de equipamento que forma a garrafa a partir da preforma e enche garrafas de PET em um único processo. O que era feito em duas etapas, agora se faz em uma só. Com isso, espera-se reduzir custos, recursos e tempo de processo.

Pequenos lotes poderão ser fabricados com mais flexibilidade para a indústria. No ambiente de teste atual, o equipamento pode produzir 40 mil gar/hora para água mineral nos formatos 0,5, 1,0 e 1,5 litro. Em breve, a empresa deve iniciar testes para bebidas assépticas e carbonatadas.

Outra novidade apresentada pela KHS foram os sistemas blocados, entre eles, O InnoPET Tribloco Aqua M composto de sistema de sopro, echimento e rotulagem. Proporciona uma excelente flexibilidade no processamento de garrafas de PET com capacidade para 60 mil gar/PET/500ml/hora para água mineral. Uma das diferenças desse modelo é que a rotuladora foi instalada no centro do tribloco e a sincronização dos módulos garante que o bloco não tenha que parar quando uma parte da máquina tiver que ser acessada para algum tipo de operação.

Para latas, a empresa mostrou o Nature Multipack, um equipamento que aplica alças e forma o pack de latas possbilitando ao fabricante de bebidas oferecer uma embalagem extremamente prática onde as latas podem ser facilmente separadas para consumo. Não utiliza nenhum filme plástico e elimina o túnel de encolhimento. A máquina “orienta” a lata para que todos os rótulos fiquem virados para o mesmo lado.

Para as cervejarias artesanais, a KHS expôs a Innofill CAN C, uma enchedora de latas com capacidade de 5 mil a 14.000 latas/hora com 21 válvulas e 3 recravadoras (parceria com a Ferrum). O portfólio para as artesanais inclui lavadora de barris, flash pasteurizador, rotuladora e outros equipamentos.
A KHS ainda demonstrou sistemas de gerenciamento de produção que conduzirão o fabricante aos caminhos da manufatura 4.0 e de uma fábrica digitalizada e inteligente.

Compacto e eficiente

Quadribloco da Sacmi reúne sopro, enchimento, fechamento e rotulagem no mesmo equipamento

A Sacmi ampliou sua oferta de equipamentos e tecnologias para indústrias de bebidas e embalagens.
O protagonista do estande foi o HeroBlock, um novo quadribloco que reúne em uma única máquina sopro, enchimento, fechamento e rotulagem. Estação compacta, eficiente e versátil com 4500 cavidades/molde. O HeroBlock permite a otimização do processo sob o ponto de vista da eficiência e dos custos. A Sacmi também apresentou o HeroLine, um buffer para cápsulas e pré-formas, que realiza a integração total do processo de envase.

Desfrutando da experiência e do know-how já obtidos no digital printing das cápsulas, a Sacmi lançou na drinktec 2017 o novo módulo para o digital printing dos rótulos. O módulo Sacmi para a impressão digital foi integrado perfeitamente na rotuladora, permitindo uma personalização fácil (com logotipo, códigos e outros) de rótulos pré-impressos, sem a complexidade decorrente da instalação de máquinas complexas projetadas para imprimir diretamente na garrafa. A impressora digital tem capacidade para 40 mil gar/hora.

Novo conceito em acionamento de transportadores

A Danfoss apresentou o VLT FlexConcept Avançado, uma extensão do VLT FlexConcept – uma solução de acionamento do transportador que combina tecnologia integrada de motor moderno, com os mais recentes componentes de controle de motor para criar um sistema coordenado, padronizado que otimiza o consumo de energia e minimiza os custos de instalação. VLT FlexConcept Avançada é uma solução futureproof que já inclui a conectividade em preparação para futuras energias renováveis.

O VLT FlexConcept Advanced oferece muitos benefícios para o transporte de bebida e outros segmentos da indústria. Ele usa sistemas de fieldbus Ethernet padronizados que asseguram a total abertura e acessibilidade. A redução dos armários de controle e o uso de cabeamento não blindado e conexão em grupo dos drives (loop) reduzem os custos e minimizam o consumo de energia.

O link direto da interface de máquina humana (IHM) para o nível de unidade aumenta a disponibilidade de dados de monitoramento, possibilita manutenção preventiva e preditiva e fornece a conexão a uma infra-estrutura global com acesso a soluções da Indústria 4.0.

Soluções integradas e eficientes

A Pentair apresentou lançamentos em todas as suas marcas: Haffmans, Südmo, Beverage Filtration Solutions, X-Flow, Shurflo, Everpure e Union Engineering.

O Compact Brew, recuperador de CO2, pode ser fabricado no Brasil com acesso via Finame. É uma solução para pequenas cervejarias, montado em um conteiner com rápida instalação, sem interromper ou atrapalhar as operações da fábrica. O Compact Brew foi projetado para recuperação do CO2 proveniente do processo de fermentação das pequenas cervejarias, permitindo que elas recuperem o CO2 e se tornem autossuficientes neste insumo.

A Pentair apresentou também o sistema BMF +Flux Compact S4 que permite aos cervejeiros artesanais processar pequenos lotes de produção, com qualidade e minimizando as perdas de cerveja.
Outros produtos como válvulas, filtros, medidores de turbidez e equipamentos de controle de qualidade também foram expostos no estande da Pentair.

Experiência multisensorial

Andar pelo estande da Döhler na drinktec era como fazer um tour pelo mundo através de uma experiência sensorial completa.

A experimentação de bebidas muito diferentes ao paladar fazia despertar sentidos como gosto, textura, sabor, visão, odor, palato.

E aí aparece um dos conceitos da Döhler para seus produtos e implementado em seu estande: a experiência multisensorial.

Imprimindo um caráter mais científico para esse conceito, em um espaço do estande, visitantes eram convidados a viver essa experiência através de equipamentos de realidade virtual e softwares específicos, permitindo ao participante experimentar uma bebida e com os óculos de realidade virtual simular essa experiência em ambiente diferenciado (um bar) e, assim sentir que a bebida “muda” suas características de acordo com o ambiente que a consumimos. É o cérebro comandando nossas sensações e mostrando o quanto a ciência pode auxiliar os fabricantes de bebidas a criarem produtos diferentes de acordo com o ambiente em que serão consumidos.

A naturalidade, outro conceito fundamental para a Döhler está presente em todas suas criações, seja em aromas, corantes, edulcorantes e sistemas de ingredientes para novos tipos de bebidas.

As degustações no estande mostram que os botânicos estão em alta, como ginger, lavanda, chá, café, hibisco e cúrcuma. Para a tendência de premiunização, esses ingredientes são bastante recomendados.

No conceito nutrição é possível encontrar bebidas na linha dos restritivos (baixo açúcar, baixa caloria) até produtos enriquecidos com proteínas vegetais (arroz, ervilha, batatas), mas tudo sem abrir mão do sabor, fator fundamental para o consumidor atual, esteja ele em qualquer parte do mundo. E aí voltamos ao conceito de experiência sensorial completa. É isso que o consumidor busca: produtos nutritivos, saudáveis, saborosos e visualmente atrativos, que possam ser fáceis de consumir (práticos e versáteis).

Entre as bebidas experimentadas, sem dúvida, o Cold Brew Coffee é muito diferente e seria bastante interessante para o brasileiro que adora o tradicional cafezinho. As infusões de chá e os energéticos com e sem açúcar também são tendências, além de um refrigerante de cola que não usa corante caramelo e nem ácido fosfórico. O corante é substituído por um extrato de malte.

Seja em sucos de frutas de altíssima qualidade ou bebidas únicas de café, a Döhler está em linha com os desejos dos consumidores fornecendo um extenso portfólio de novas bebidas, ingredientes naturais, sistemas de ingredientes e possibilidades de aplicações em diferentes tipos de bebidas alcoólicas e não alcoólicas.

Sob o conceito de experiências multisensoriais é possível a customização de bebidas para aplicações únicas visando grupos específicos de consumidores.

A Döhler mostrou na drinktec refrigerantes nessa linha, assim como água com teor maior de proteínas, refrigerantes de cola com menos calorias e levemente gaseificados, todas as soluções bem balanceadas para não perder as características sensoriais e agregar mais valor e saudabilidade aos produtos. O portfólio inclui extratos exóticos como a planta africana baobab e outros.

Para conseguir agir globalmente apresentando soluções locais para seus ingredientes a Döhler possui parcerias em diversos países do mundo criando uma rede de fornecedores de alta tecnologia e qualidade que possibilitam transformar ingredientes locais em soluções globais de bebidas, sempre garantindo inovação e segurança alimentar para seus clientes.

Novas variedades

A Hopsteiner recebeu os visitantes da drinktec apresentando novas variedades de lúpulos, além de oferecer um espaço para que os interessados pudessem sentir o sabor e aroma do lúpulo numa sala específica para análise sensorial do produto.

As novas variedades de lúpulos apresentadas pela Hopsteiner foram: Eureka, Denali e Lemondrop. O lúpulo Eureka é resinoso com notas florais, herbais, especiarias e de frutas. Eureka arredonda as receitas. Possui entre 17% e 19% de alfa-ácidos e de 4,5% a 6% de beta-ácidos. Já a variedade Denali possui aromas de abacaxi, pinheiro e citrus. Uma excelente pedida para uma IPA.

Como o nome já diz, Lemondrop possui aroma de limão cítrico com notas herbáceas e florais. Com alfa-ácido entre 5% e 7% e beta-ácido entre 4% e 6%. Diversas outras variedades de lúpulos foram apresentadas e experimentadas pelos visitantes da Hopsteiner.

Investimentos em alta

Os sinais deixados pela drinktec, realizada em setembro, são de que bons negócios estão reservados para as indústrias do setor de bebidas. Pesquisa realizada pela drinktec , antes do evento, com visitantes da feira de 2013 e pré-inscritos de 2017, mostra que 1 em cada 2 visitantes planeja aumentar os investimentos na empresa nos próximos 12 meses, uma taxa de 23,7%. Enquanto isso, quase metade dos visitantes planejam investimentos contínuos, mostrando um futuro bastante promissor no setor de bebidas.

A pesquisa também aponta que os investimentos estão direcionados principalmente para produção, especialmente em ampliações, modernizações ou novas unidades fabris.

Entre as tendências de consumo, as craft beers e microcervejarias lideram, seguidas de aspectos relacionados à sustentabilidade e meio ambiente. Outra tendência verificada é quanto à customização de produtos, assim como a demanda por produtos / ingredientes naturais e saudáveis.

Nos investimentos que envolvem diretamente o chão de fábrica nota-se importância total para automação da produção e a necessidade de se obter maior eficiência energética e de redução de consumo de recursos como água e energia.

Um aspecto muito interessante da pesquisa é que os visitantes da drinktec esperam a feira para decidirem a direção de seus investimentos porque acreditam que o evento é capaz de apresentar inovações importantes que podem propiciar novos rumos para seus negócios.

Recorde de público

A drinktec encerrou o evento deste ano com recorde de visitantes e expositores, inclusive de brasileiros. Os numeros finais mostram que a quantidade de visitantes brasileiros aumentou 40% quando comparado a última edição da feira, realizada em 2013. Foram 1100 visitantes vindos do Brasil e 545 vindos da Argentina, um aumento de 165%, grande parte em virtude da realização do Simei, já que a Argentina é um grande produtor e exportador de vinhos. O publico total também cresceu, atingindo mais de 76000 visitantes de 170 países, comprovando a internacionalidade do evento. Foi o melhor resultado da drinktec em 66 anos de história, superando todas as expectativas de seus organizadores. Foram 10 mil pessoas a mais em 2017 que o evento de 2013.

O número de visitantes vindos de fora da Alemanha representa 67% do público. Líder nesse ranking é a Itália com 5240 visitantes, crescimento de 45% graças ao SIMEI, seguida pela China com 2000 visitantes e um aumento de 65% sobre 2013. Depois da China aparecem a Rússia com 1857, França(1800), UK (1619), Estados Unidos (1570), Austria (1567), Espanha (1254) e Holanda (1221).

Do ponto de vista dos expositores, a drinktec não é só a mais importante plataforma de inovação da indústria de bebidas, mas também a mais importante plataforma de investimentos. A parceria com o Simei traz enorme ganho nesse sentido e, consequentemente, para o evento de uma forma geral.

“Para mim foi a melhor drinktec de todas. Nesta edição, aspectos muito interessantes foram a parceria com o Simei e o recorde no número de expositores. Nós conseguimos novamente alcançar um alto nível de internacionalização da feira com aumento de visitantes nacionais e internacionais. A drinktec proporcionará ao mercado de bebidas e alimentos uma maior impulsão para os próximos quatro anos”, declarou Volker Kronseder, Presidente do Conselho Diretivo da drinktec e Chairman da VDMA.

Deixe seu comentário